Projeto ajuda a ressocialização das crianças após a pandemia



Uma ideia que nasceu com o intuito de unir o lúdico, o cultural e o pedagógico. O Projeto Identidade em Ação, desenvolvido pela Escola Municipal Prisco de Almeida, caiu nas graças da criançada e tem como objetivo principal o resgate da infância, abalada pelos anos de quarentena, devido à pandemia. O projeto é desenvolvido pela Animação Cultural da unidade, em parceria com o professor de Educação Física no resgate de brincadeiras infantis de raízes. A animadora cultural, Aliny Wagner, e a pedagoga Claudiana Chagas, encabeçam as ações. De acordo com Aliny, foi feito um estudo pelas responsáveis onde foi detectado que os alunos tinham pouca ou nenhuma interação social com os amiguinhos da classe e, algumas vezes, chegavam a sentir até medo dessa proximidade, reagindo de modo defensivo. O projeto atende alunos do Pré-2 ao 5° ano de escolaridade e é desenvolvido no dia a dia dos alunos, com atividades programadas e realizadas no espaço do Núcleo Cultural da Escola. Aliny diz ainda que a repercussão entre os alunos e familiares tem sido muito positiva. “No dia 31 de maio fizemos a aula inaugural do projeto no espaço do Centro de Educação Ambiental (CEA), foi um dia superdivertido, que contou com oficinas ministradas por animadores culturais da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), tais como confecção de brinquedos através de materiais recicláveis, pintura em tela e maquiagem artística. Além da parceria com todos os professores da escola e direção, contando com um grande piquenique e atividades de recreação ao ar livre”, explicou Aliny. Responsável pelo Departamento de Animação Cultural da Seduct, Eliana Carneiro Moreira, explicou que a confecção e a reciclagem dos brinquedos pedagógicos foram feitas pela coordenação de animação cultural. “Essa é a nossa função, ajudar e dar apoio aos animadores e instrutores de artes e ofícios, que pertencem à animação cultural”, finaliza.

10 visualizações