top of page

Projeto "Estação Educação" inaugura a quinta sala-estúdio



A quinta sala-estúdio do projeto Estação Educação foi inaugurada nesta terça-feira (27), no Ciep Wilson Batista, em Guarus, e batizada como “sala-estúdio Clarice Lispector”. A inauguração contou com a participação dos alunos que cantaram os Hinos do Brasil e de Campos. Os estudantes Caique e Nicole fizeram uma apresentação de música e poesia. Participaram do evento o secretário de Educação Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres; subsecretária da pasta, Rita Abreu; a coordenadora do Estação Educação, Neidimar Abreu, e o diretor de Mídias Digitais, Wellinton Rangel.


Durante a solenidade, Marcelo Feres lembrou dos dois anos de pandemia e ressaltou que, agora, a escola está cada vez mais viva e mais bonita. "Para termos esse ambiente criativo é necessário criar condições para o aprendizado e, para isso acontecer, temos que ter uma série de apoio, como livros e também tecnologias. O projeto “Estação Educação” representa esse avanço no ensino-aprendizagem. Agradeço a todos os educadores que estão empenhados nessa função”, disse Marcelo.


Já a subsecretária falou da alegria de participar da inauguração. “Estar aqui no Wilson Batista, inaugurando a sala do “Estação Educação”, nos enche de orgulho por oportunizar a toda rede municipal, mais um espaço de reprodução de conteúdos e, sobretudo, valorizando profissionais de nossa rede. Agradecemos a direção e toda sua equipe pelo engajamento", concluiu Rita.


Neidimar explicou que o volume de gravações e edições de aulas está intenso. "Isso é muito bom porque mostra o comprometimento de todos os professores no projeto “Estação Educação" diz a coordenadora.

A diretora do Wilson Batista, Célia Maria falou que o projeto representa a união da tecnologia com o aprendizado. “Essa sala-estúdio representa mais uma ferramenta a ser utilizada por nossos professores em sala de aula. É o conhecimento vindo através de vídeos e de toda tecnologia que for empregada para o ensino-aprendizagem dentro do projeto” finalizou.


Mais duas salas-estúdios estão em fase de implantação e serão inauguradas em breve. As próximas unidades a serem contempladas são: Escola Municipal Albertina Azeredo Venâncio, em Travessão, e Escola Municipal Amaro Prata Tavares, Centro.

O projeto "Estação Educação" tem chamado a atenção até mesmo das unidades particulares. Na semana passada, o diretor pedagógico do Colégio Salesiano de Campos, Arthur Chrispino, visitou a sala-estúdio do projeto Estação Educação, na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). A visita foi acompanhada pelo secretário da pasta, Marcelo Feres, e o diretor de mídias digitais, Welliton Rangel. O objetivo foi conhecer o espaço para montar algo semelhante na unidade particular de ensino. Logo em seguida, Arthur foi conhecer a estrutura da sala-estúdio montada na Creche Escola João Perdecene Neto, na Lapa, a primeira unidade escolar, fora da sede, a receber o equipamento.


De acordo com Welliton Rangel, o projeto Estação Educação já entregou quatro salas-estúdio: na escola Getúlio Vargas, em Tocos; Escola Municipal Maria Lúcia, no Parque Turfe Clube; Creche João Perdecene Neto, Lapa; e na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). O projeto visa à gravação e edição de vídeos educacionais produzidos pelos departamentos, escolas e coordenações da Secretaria.


“No total, o Estação Educação vai contar com 13 salas-estúdio preparadas com 24 câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, nas unidades escolares selecionadas, para que os professores apresentem conteúdos previstos para cada semana de aula, por meio de “estações”, separadas por níveis educacionais”, concluiu Wellinton.


18 visualizações

Comments


bottom of page