Projeto "Estação Educação" inaugura a quinta sala-estúdio



A quinta sala-estúdio do projeto Estação Educação foi inaugurada nesta terça-feira (27), no Ciep Wilson Batista, em Guarus, e batizada como “sala-estúdio Clarice Lispector”. A inauguração contou com a participação dos alunos que cantaram os Hinos do Brasil e de Campos. Os estudantes Caique e Nicole fizeram uma apresentação de música e poesia. Participaram do evento o secretário de Educação Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres; subsecretária da pasta, Rita Abreu; a coordenadora do Estação Educação, Neidimar Abreu, e o diretor de Mídias Digitais, Wellinton Rangel.


Durante a solenidade, Marcelo Feres lembrou dos dois anos de pandemia e ressaltou que, agora, a escola está cada vez mais viva e mais bonita. "Para termos esse ambiente criativo é necessário criar condições para o aprendizado e, para isso acontecer, temos que ter uma série de apoio, como livros e também tecnologias. O projeto “Estação Educação” representa esse avanço no ensino-aprendizagem. Agradeço a todos os educadores que estão empenhados nessa função”, disse Marcelo.


Já a subsecretária falou da alegria de participar da inauguração. “Estar aqui no Wilson Batista, inaugurando a sala do “Estação Educação”, nos enche de orgulho por oportunizar a toda rede municipal, mais um espaço de reprodução de conteúdos e, sobretudo, valorizando profissionais de nossa rede. Agradecemos a direção e toda sua equipe pelo engajamento", concluiu Rita.


Neidimar explicou que o volume de gravações e edições de aulas está intenso. "Isso é muito bom porque mostra o comprometimento de todos os professores no projeto “Estação Educação" diz a coordenadora.

A diretora do Wilson Batista, Célia Maria falou que o projeto representa a união da tecnologia com o aprendizado. “Essa sala-estúdio representa mais uma ferramenta a ser utilizada por nossos professores em sala de aula. É o conhecimento vindo através de vídeos e de toda tecnologia que for empregada para o ensino-aprendizagem dentro do projeto” finalizou.


Mais duas salas-estúdios estão em fase de implantação e serão inauguradas em breve. As próximas unidades a serem contempladas são: Escola Municipal Albertina Azeredo Venâncio, em Travessão, e Escola Municipal Amaro Prata Tavares, Centro.

O projeto "Estação Educação" tem chamado a atenção até mesmo das unidades particulares. Na semana passada, o diretor pedagógico do Colégio Salesiano de Campos, Arthur Chrispino, visitou a sala-estúdio do projeto Estação Educação, na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). A visita foi acompanhada pelo secretário da pasta, Marcelo Feres, e o diretor de mídias digitais, Welliton Rangel. O objetivo foi conhecer o espaço para montar algo semelhante na unidade particular de ensino. Logo em seguida, Arthur foi conhecer a estrutura da sala-estúdio montada na Creche Escola João Perdecene Neto, na Lapa, a primeira unidade escolar, fora da sede, a receber o equipamento.


De acordo com Welliton Rangel, o projeto Estação Educação já entregou quatro salas-estúdio: na escola Getúlio Vargas, em Tocos; Escola Municipal Maria Lúcia, no Parque Turfe Clube; Creche João Perdecene Neto, Lapa; e na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). O projeto visa à gravação e edição de vídeos educacionais produzidos pelos departamentos, escolas e coordenações da Secretaria.


“No total, o Estação Educação vai contar com 13 salas-estúdio preparadas com 24 câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, nas unidades escolares selecionadas, para que os professores apresentem conteúdos previstos para cada semana de aula, por meio de “estações”, separadas por níveis educacionais”, concluiu Wellinton.

12 visualizações