Projeto Janelas para o Amanhã contempla escolas com cerca de 500 computadores

As unidades escolares estão recebendo, esta semana, os computadores. Cada escola está recebendo até 40 computadores já utilizados pela estatal

Foto: Divulgação / Seduct


Treze unidades escolares da rede municipal de ensino estão recebendo, esta semana, cerca de 500 computadores do Projeto Janelas para o Amanhã, da Petrobras. Elas estão sendo contempladas com doação de máquinas recondicionadas e também participarão de formações digitais. Cada escola está recebendo até 40 computadores já utilizados pela Empresa, mas em perfeitas condições de uso e com vida útil ampliada.

O secretário Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, professor Marcelo Feres, explicou que se trata de um Programa de Inclusão Digital que prevê a formação em tecnologia da informação para cerca de 2.500 alunos e 2 mil professores de escolas da rede pública de ensino em 35 municípios dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo. A expectativa é para que sejam doados mais de nove mil computadores ao todo.

“Inicialmente, o município de Campos dos Goytacazes não estava inserido na listagem da área de abrangência das operações e atividades da Petrobrás, mas, quando ficamos cientes deste fato, tomamos as providências para reverter a situação”, lembrou o secretário.

A diretora da Escola Municipal Cláudia Almeida Pinto de Oliveira, em Farol de São Tomé, Maria Vitória, agradeceu a iniciativa. "É uma grande satisfação e privilégio poder fazer parte desse projeto, cumprimos todas as etapas direitinho e hoje estamos recebendo os computadores, que serão úteis não somente para os alunos, mas também para os professores e toda a equipe pedagógica", afirmou.

Pedagoga e diretora da Escola Municipal 29 de Maio, Adriana Martins de Matos, afirmou que a unidade recebeu 28 computadores de mesa e 12 notebooks. "O Projeto Janelas para o Amanhã trouxe para a nossa comunidade escolar avanços para o ensino tecnológico, que atenderá alunos do fundamental l, fundamental ll e Educação de Jovens e Adultos (EJA), envolvendo escola e família. Essa parceria da Petrobras com o município de Campos é um avanço importantíssimo para a Educação, abrindo caminhos nesse momento ainda pandêmico".


A diretora do CIEP Wilson Batista, Celia Maria Ferreira Silva, falou sobre a importância da unidade ter sido contemplada. “Recebemos 21 computadores e 9 notebooks. Ter a escola selecionada traz a possibilidade de vislumbrar um recomeço, de eliminar essa ruptura que a escola sofreu com a pandemia. É perceber que essa parceria pode gerar frutos para toda comunidade escolar, e permitir que ações desenvolvidas dentro desse projeto têm o intuito de mudar a vida dos nossos alunos. Uma janela aberta para que toda a comunidade escolar possa projetar um novo futuro através da educação. Acredito, sinceramente, que só avançaremos se buscarmos ações, parcerias coletivas”, disse.

As 13 unidades beneficiadas são: Centro Educacional 29 de Maio, Ciep Brizolão 142 Maestro Villa Lobos, Escola Municipal Frederico Paes Barbosa, EM José de Azevedo, EM Custódio Siqueira, EM Professora Áurea Simão, EM Branca Peçanha Ferreira, EM Dr. Getúlio Vargas, Ciep Wilson Batista, EM Cláudia Almeida Pinto de Oliveira, EM Lions II, EM Lions Goitacá, e EM Professora Olga Linhares Corrêa.

Para a coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE), setor que fez o monitoramento e acompanhamento do processo de inscrição, nutricionista Catia Mello, essa conquista impulsiona a acreditar que é possível construir uma educação de qualidade no município. "Por meio deste projeto, serão doados até 40 computadores por escola e serão ofertadas formações via projeto social para aperfeiçoamento de prática docente através de tecnologias digitais para professores de escolas do ensino fundamental e formações em empoderamento digital”, informou Catia.


O projeto ajuda a reduzir as desigualdades na área da educação pública, que ficaram ainda mais evidentes com a pandemia de Covid-19. A capacitação ficará a cargo da Recode, organização da sociedade civil que utiliza a informática como mecanismo de inclusão. "É fundamental prover o acesso de crianças e adolescentes ao novo mundo cada vez mais digital. Temos a convicção de que é um investimento com elevado retorno social”, disse o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.


As unidades foram selecionadas pela Petrobras com base nos critérios previstos pela própria empresa, e disponibilizados no site do órgão (AQUI).


Reportagem: Kamilla Uhl

30 visualizações