top of page

Projeto “Maria da Penha Vai à Escola” recomeça nas unidades municipais



O projeto “Maria da Penha Vai à Escola” recomeçou este ano nas unidades escolares do município, que oferecem a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na última quarta-feira (13) o trabalho foi realizado na Escola Municipal Manoel Coelho, em Goitacazes, e na semana anterior no Centro Educacional 29 de Maio, na Pecuária. A ação é realizada pelo Centro Especializado de Atendimento à Mulher Mercedes Baptista (Ceam), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) e a Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, envolvendo palestras sobre violência contra mulher.


Durante as palestras são abordados assuntos considerados relevantes como foco, resiliência, autoestima, autocuidado, empatia e outros dependendo do público que estiver presente, de acordo com a faixa etária e demandas específicas, como por exemplo, os múltiplos papeis da mulher.


Na E. Manoel Coelho, quem esteve presente foi a Coordenadora do Ceam Erika Nogueira e a Advogada Larissa Bastos. Já no Centro Educacional 29 de maio, além da coordenadora, foi a psicóloga Thais Monteiro.


O projeto visa conscientizar alunos sobre o cenário de violência, que tem vitimado tantas mulheres, e a informar sobre a rede especializada de enfrentamento à violência, através dos equipamentos, aplicativos e dos canais de denúncia. Além da realização de ações educativas voltadas ao público escolar das redes pública e particular.


Coordenadora da EJA, Greice Souza, diz que o projeto é muito importante porque ajuda as mulheres a conhecerem seus direitos. “É essencial para o ano letivo, porque trabalha a conscientização da valorização e direitos. A participação de nossas alunas tem sido muito importante. Elas têm participado ativamente com depoimentos, compartilhando suas experiências, tirando dúvidas e isso é essencial. A parceria com o Ceam tem sido fundamental com a participação de psicólogas, advogadas, inovando sempre nas palestras”, explica Greice.


Gestora da Manoel Coelho, Ledir Pessanha Manhães, conta que a palestra foi de grande valia, pois deixou claro alguns aspectos sobre os direitos das mulheres, pois, muitas vivem em situações complicadas e humilhantes, sem saber que podem sair dessa relação.


“As palestrantes também deixaram claro os direitos que os filhos também têm em caso de separação dos cônjuges, pois geralmente, a mulher fica com a guarda do filho e nem sempre é atendida com a pensão alimentícia. Sabendo da existência desse núcleo de atendimento, o Ceam, fica mais fácil para elas buscarem apoio. Hoje, a mulher tem tomado mais consciência do seu papel na sociedade, sua contribuição para a evolução da mesma, e com a multiplicação destas informações, o caminho para o avanço em seus direitos fica muito mais acessível”, diz a gestora.


Escolas que receberam o CEAM:


01 - E.M Albertina Venâncio

02 - E.M Mário Barroso

03 - E.M Lulo Ferreira

04 - E.M Marechal Arthur

05 - E.M Dr. Luiz Sobral

06 - E.M Maria Lúcia

07 - E.M Lídia Leitão Albernaz

08 - E.M Custódio Generoso Vieira

09 - E.M Santa Teresinha

10 - E.M Getúlio Vargas

11 - E.M Francisco de Assis

12 - E.M 29 de maio

13 - E. M. Amaro Prata Tavares

14 - E. M. Manoel Coelho


Fotos: equipe de professores da EJA



78 visualizações

Comments


bottom of page