top of page

Projeto “Maria da Penha vai às escolas” nesta quarta em unidade do Jóquei



Equipes da Subsecretaria Municipal dos Direitos da Mulher (SMPM) e do Centro Especializado de atendimento à Mulher (CEAM) Mercedes Baptista seguem no mês de abril visitando escolas e conscientizando jovens e adultos visando à prevenção da violência doméstica, por meio do projeto “Maria da Penha vai às escolas”. Nesta quarta-feira (17), a equipe estará na Escola Municipal Professora Wilmar Cava Barros, no Jóquei, com a palestra “Relacionamento Saudável x Violência Doméstica” e, na próxima terça-feira (24), na Escola Municipal Pequeno Jornaleiro, no Centro, ministrando palestras para os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), a partir das 19h.


O projeto visa prevenir que as jovens passem situações de violência doméstica, por isso, o “Maria da Penha vai às escolas” conscientiza alunos sobre o cenário de violência doméstica que, infelizmente, tem feito tantas mulheres vítimas, além de informar sobre a rede especializada de enfrentamento à violência, por meio dos equipamentos, aplicativos e dos canais de denúncia. O projeto também destaca a importância de conscientizar não só as mulheres, mas, também, os homens, para que cultivem relacionamentos saudáveis. A subsecretaria e o CEAM também realizam, constantemente, ações educativas, mobilizando a sociedade, através de panfletagem e esclarecendo dúvidas.


“Como coordenadora do CEAM, mulher e mãe, entendo que o projeto ‘Maria da Penha vai às escolas’ é um marco na política pública para mulheres. Elaborado pela subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres e CEAM Mercedes Baptista, leva conscientização e acesso a homens e mulheres sobre valores como respeito e a importância do combate à violência contra mulheres e meninas por toda sociedade. Conta com o apoio logístico da Secretaria de Educação, que faz o transporte das técnicas do CEAM às escolas integrantes da EJA”, afirma a coordenadora do CEAM, Erika Nogueira.


Na primeira quinzena deste mês, as equipes estiveram no dia 1º na Escola Municipal Professora Eunicia Ferreira da Silva, no Parque Santa Rosa, onde participaram a coordenadora do CEAM, Erika Nogueira, e a psicóloga do equipamento, Thais Monteiro. No dia 11, a palestra foi ministrada no Colégio Estadual Félix Miranda, no Parque Guarus. Desta vez, participaram a assistente social do CEAM, Ana Carolina Balthazar, e a advogada Gerlane de Conceição Quinto.


Durante as palestras, a equipe do CEAM fala sobre os tipos de violência cometidos, incluindo a psicológica e a patrimonial, que são menos conhecidas e mais difíceis de identificar; informa sobre os equipamentos disponíveis para enfrentamento à violência contra a mulher e, ainda, os tipos de atendimentos realizados pelo CEAM, que já chegou a quase 3 mil.


Entre as ações desenvolvidas pela subsecretaria e CEAM, estão panfletagens, palestras, oficinas, rodas de conversa, entrevistas em rádios e TVs, vídeos, podcasts e posts a serem compartilhados nas redes sociais, workshops virtuais, lives e cartilhas com conteúdo informativo, dirigido ao púbico jovem e alunos da rede pública estadual, municipal e particular, mas também visando contribuir com a formação de profissionais da educação.

10 visualizações

Commenti


bottom of page