top of page

Projeto Reciclar na Rede amplia número de unidades contempladas





O Projeto Reciclar na Rede foi um sucesso no ano passado e vai continuar ao longo do ano de 2023. Nas próximas semanas, 20 novas unidades escolares municipais receberão os contêineres para a coleta de lixo seletivo. Até julho, serão 60 escolas contempladas. O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, promoveu reunião com o subsecretário Municipal de Meio Ambiente, René Justen e a equipe responsável pelo projeto nesta quarta-feira (8) na sede da Secretaria.


As ações acontecem por meio do Programa Municipal de Meio Ambiente (ProMEA), que integra as Secretarias de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct); Serviços Públicos; e Planejamento Urbano, Mobilidade e Meio Ambiente, através da Subsecretaria de Meio Ambiente. “No ano passado, foram recolhidos cerca de 27.350 contêineres de lixo reciclável, por meio da ação de mais de 15 mil alunos beneficiados em 23 escolas municipais”, afirmou Marcelo.


Também participaram do encontro a coordenadora de Ciências da Natureza e Educação Ambiental da Seduct, Ísis Vivório; chefe de Gabinete, Mônica Maia; o gerente de Projetos e Recursos da Subsecretaria de Meio Ambiente, Antônio Eduardo Carvalho e Silva; coordenador de Educação Ambiental da Subsecretaria de Meio Ambiente, Julio Carlos da Silva Junior; e o fiscal da Secretaria de Serviços Públicos, João Franklin Cherene Viana.





“As unidades participantes no ano passado receberão o Certificado Amigos da Escola em abril, como forma de reconhecer o trabalho frutuoso. Além disso, faremos uma formação online e presencial com as unidades contempladas esse ano”, disse Ísis.


Segundo René, o projeto inclui a oferta de material didático para aplicação nas salas de aula. “A reunião é uma continuidade ao trabalho da educação ambiental junto à rede pública municipal fortalecendo o programa Reciclar na Rede com a ampliação da coleta de resíduos recicláveis de 23 escolas para 48 nos próximos 2 meses, com projeto de chegar a 60 escolas na metade do ano. Todo esse trabalho acontece por meio do ProMEA, com objetivo de desenvolver uma política ambiental municipal, onde também se está trabalhando para ampliação da coleta seletiva de resíduos recicláveis no município”, explicou René.




PROJETO


O objetivo do projeto, que teve início dia 13 de maio do ano passado, é promover a educação ambiental através da coleta seletiva, com foco na responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos; promover a inclusão social através da reciclagem; e maior conscientização dos alunos referentes à limpeza pública e a destinação correta dos resíduos gerados nas escolas, nas residências e nas vias públicas.


Ele envolve várias disciplinas. “Todas as áreas do conhecimento estão sendo trabalhadas de acordo com a Base Nacional Comum Curricular: Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Arte e Educação Física. Promovemos oficinas, palestras, gincanas, dinâmicas, alternando entre atividades virtuais e presenciais. Os alunos puderam entender exatamente o caminho que percorre o lixo e conhecer todo o processo de descarte e reciclagem”, explicou Ísis.




62 visualizações

Commentaires


bottom of page