Projeto Secretário em Ação contempla escolas do Turfe e adjacências



O secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, segue atendendo as demandas da rede municipal de ensino, por meio do projeto Secretário em Ação. Nesta quarta-feira (18), ele se reuniu com 13 gestores escolares no território do Turfe Clube e bairros adjacentes na Escola Municipal Maria Lúcia para tratar das necessidades de cada unidade escolar. O objetivo é criar maior aproximação da gestão com a comunidade escolar, diminuir a distância entre as unidades escolares e o gabinete do secretário, aumentar a resolutividade das demandas e desenvolver um modelo de gestão democrática.


Também estavam presentes a subsecretária de Ciência e Tecnologia, Suzana da Hora; a assessora técnica da Secretaria, Catia Mello. “Foram atendidos os diretores da E.M. Sebastião Ribeiro De Deus, E.M. Senador Tarcísio Miranda, C. E. Jocinea Borges, C. E. Ana Beatriz, C. E. Parque Imperial, E. M. Alberto Lamego, E.M. Alcindor de Moraes Bessa, E.M. José do Patrocínio, E. M. Francisco de Assis, C. E. Francisco Cordeiro, EM Rotary I, CE Wilson Amaro de Freitas e EM Rotary III”, afirmou Marcelo.


"Acredito que esse momento frente a frente com o secretário de educação tenha sido de grande valia. Momento em que nós diretores tivemos a oportunidade de falar diretamente a ele sobre questões pertinentes e importantes a cada unidade escolar. Gostaria de agradecer ao convite e dizer que acredito que se continuarmos juntos, nessa parceria, olho no olho, sempre que possível, nossa Educação irá tomar rumos surpreendentemente promissores. Se cada um fizer a sua parte, podemos sim melhorar ainda mais. Estamos dando um voto de confiança, para que tudo se resolva e que a educação alcance os altos níveis de ensino de qualidade", comentou a vice-diretora da Creche Escola Ana Beatriz Rangel, Aline Barreto Silva, servidora há 8 anos da rede municipal.


Em pouco tempo, o secretário já realizou dezenas de reuniões virtuais e presenciais com os gestores, promovendo uma gestão baseada no diálogo, respeito e transparência. Em cada encontro, os servidores podem tirar dúvidas, apresentar sugestões e demandas. “Essa é a oportunidade que temos para discutir a educação com quem, efetivamente, faz a educação acontecer”, afirmou.


Para ele, a Secretaria está conseguindo fazer o resgate daquilo que há de melhor na rede, mesmo com as dificuldades apresentadas. “Os problemas foram agravados na pandemia, mas eles já existiam antes, e nós estamos trabalhando para solucioná-los, com o farol apontado na direção que acreditamos. Temos projeto e plano de ação que foram apresentados a toda a rede no início do ano passado para que todos tenham conhecimento. Não podemos parar de avançar. O Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) não é simples nem rápido, por isso não precisamos de atalho, precisamos de trabalho”, disse o secretário.

2 visualizações