PSE promove Dezembro Vermelho na Secretaria de Educação contra vírus HIV

Palestra com a Consultora da Saúde do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e diversos serviços gratuitos serão ofertados pelo Programa Saúde na Escola


A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) aderiu à Campanha Dezembro Vermelho, que marca a mobilização nacional na luta contra o vírus HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). O Programa Saúde na Escola (PSE) vai ofertar palestra virtual e diversos serviços gratuitos durante cinco dias, a partir desta terça-feira (7), aos profissionais da rede municipal de ensino. Não é necessário agendamento.

De acordo com o secretário de Educação, Marcelo Feres, enfermeiros do PSE farão testagem rápida de HIV, orientação sobre a importância da prevenção da AIDS e distribuição de preservativos nos dias 7, 8, 9, 14, 15 e 16 de dezembro, das 9h às 12h, na sede da Secretaria.

“Além disso, iremos promover uma palestra em forma de live na quarta-feira (08), às 18h, com o tema “Dezembro Vermelho e Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis”, tendo como palestrante a Doutora Fúlvia Estefânia Padre e Fechine. Ela é médica ginecologista, consultora da Saúde do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana, diretora clínica da FERTVIDA - São Luis/MA”, adiantou Marcelo.

A transmissão será feita pelo canal do Youtube do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) (AQUI). A mediação ficará por conta de Catia Mello, nutricionista, coordenadora do Programa Saúde na Escola, especialista em Nutrição e Saúde Pública, pós-graduanda em Docência em Nutrição.

“O Dezembro Vermelho, campanha instituída pela Lei nº 13.504/2017, chama a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV. Por isso, reforçamos o convite para que nossos servidores participem, a fim de que sejam multiplicadores das informações recebidas para os estudantes, familiares de alunos e toda a comunidade escolar”, disse Catia.


Reportagem: Kamilla Uhl

8 visualizações