Recuperação da Aprendizagem é tema da assembleia do Conselho Municipal de Educação





O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, participou, na manhã desta quarta-feira (31), de uma reunião do Conselho Municipal de Educação (CME), do qual também é presidente, na sede da entidade. A diretora pedagógica da Secretaria, Tânia Alberto, também participou do encontro, que discutiu sobre o sistema de aprovação e recuperação dos alunos da rede municipal este ano.


Marcelo Feres lembrou que os alunos não podem ser penalizados pelos prejuízos educacionais causados pela pandemia e disse, ainda, que é necessário pensar em uma solução que ajude na recuperação dos estudantes que estão com dificuldade no processo de aprendizagem. Ele ressaltou, porém, que os estudantes devem realizar as provas e trabalhos normalmente e sua aprovação poderá ser feita através de um conselho.





“Já temos algumas propostas que estão sendo analisadas para que possamos pensar num modelo de recuperação para esses alunos. A pandemia destruiu toda a sequência do ensino- aprendizagem. É um estrago feito. O Brasil é um dos países que menos teve aula na pandemia. O foco agora deve ser recuperar e não reprovar. Estamos conversando, também, com outros municípios para que, juntos, possamos encontrar soluções. O estudante não pode ser penalizado. Temos também que envolver a família nesse processo. A participação dos pais é essencial no apoio a esses estudantes”, disse o secretário.


Tânia Alberto ressaltou a importância de acompanhar o desenvolvimento dos alunos.


“O que nós, enquanto Secretaria de Educação, estamos fazendo é acompanhar esse aluno. Monitoramento é a palavra. Criamos uma equipe interna de monitoramento escolar que está analisando ata dos conselhos de classes, resultado nos diários. Além disso, estamos realizando a avaliação diagnóstica com apoio do Caed. Ano que vem, faremos outra de fluência verbal para saber se esse aluno trouxe alguma dificuldade e quais são essas dificuldades para que se possa trabalhar as suas possíveis carências de aprendizagem”, disse Tânia.


Durante a reunião, ficou acertado que a Seduct irá formalizar as propostas de recuperação e aprovação, e apresentar na próxima reunião que ainda será marcada, para que seja analisada pelos conselheiros e colocada em votação.




Vinculado à Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), o Conselho exerce o papel de articulador e mediador das demandas educacionais junto aos gestores municipais, e ajuda a garantir o direito de todos à educação, no segmento da Educação Infantil da rede privada. A instituição desempenha funções normativa, consultiva, mobilizadora, deliberativa, propositiva, avaliativa, de assessoramento e fiscalização.


O objetivo principal é promover, no âmbito de sua competência, o desenvolvimento da Educação no Município e o fortalecimento do Sistema de Ensino, atuando em estreita articulação com a Secretaria Municipal de Educação de Campos dos Goytacazes.


267 visualizações