Rede municipal de ensino avança com o retorno das aulas presenciais



Esperança de dias melhores. Esse foi o sentimento que tomou conta dos profissionais da Educação, alunos e pais durante a volta às aulas presenciais de 42 mil estudantes, aproximadamente, nesta segunda-feira (07). São os alunos do primeiro segmento do Ensino Fundamental e da Educação Infantil, que voltaram a frequentar a sala de aula novamente, após mais de 2 anos de pandemia. A rede municipal de ensino conta com cerca de 54 mil alunos, entretanto, em média 12 mil deles - da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do segundo segmento do Ensino Fundamental (anos finais) - começaram as aulas presenciais em 07 de fevereiro, quando teve início o ano letivo de 2022.


O secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, visitou diversas unidades e acompanhou a acolhida aos estudantes. Na Escola Barthomoleu Lyzandro, em Travessão, o Homem Aranha recepcionou a meninada. Jane Marcia, mãe e avó de aluna da unidade, comentou: “Eu espero que minha filha cresça cada dia mais aqui dentro. Hoje foi um dia abençoado, sei que minha filha está em boas mãos, pois as professoras e as diretoras daqui são maravilhosas, confio muito nelas”.


Das 234 unidades, 210 abriram as portas hoje. As outras 24 retornam na próxima semana, mas sem prejuízos ao calendário letivo dos alunos.


“Eles serão recompensados e terão os 200 dias letivos cumpridos. Recebemos muitas escolas em situação precária e só no ano passado conseguimos reabrir 70 unidades em modelo híbrido. Hoje, estamos avançando com o processo de educação presencial e vamos sanar os prejuízos que essas crianças possam ter sofrido com a pandemia e o fechamento das escolas, de forma presencial, durante esses dois anos. Assim como fizemos durante o ensino remoto, esse ano elaboramos um manual com todos os cuidados contra a Covid-19. Além disso, reforçamos que a vacina é nosso instrumento de diferenciação, então, pedimos aos pais que ainda não vacinaram suas crianças que o façam para que nossas salas de aula se tornem cada dia mais seguras”, destacou o secretário.


Hoje, foi o primeiro dia que a professora da Creche Escola Maria Lúcia, Cristina Silva de Souza, esteve pessoalmente com seus alunos. Ela dá aula para 30 alunos do primeiro ano. Hoje, 15 foram para a escola. "Está sendo muito estimulante. Nada substitui o contato presencial. Estávamos muito ansiosos para esse dia. Os alunos chegaram muito animados e estão muito atentos. Hoje, está sendo o dia para eles se conhecerem e nos conhecerem", diz a professora.


A diretora da creche escola Maria Lúcia disse que a unidade tem 900 alunos matriculados e atende do pré II ao 9º ano, além da EJA. Desse total, 60% compareceram nesta segunda-feira. “É uma alegria imensa ver a escola cheia e toda essa alegria de volta", explica Ana Maria.


Já a Creche Escola Dom Hélder Câmara, na Pecuária, tem 70 alunos matriculados do berçário ao maternal. Professora da unidade, Tatiana Coutinho Lopes disse que está muito feliz com o retorno dos alunos e com a confiança das mães em permitir os filhos voltarem às salas de aula. "Sem dúvida, é uma alegria ter esse contato novamente" disse.


A diretora Estela Márcia Ribeiro explicou que na semana passada foi feito um contato individualizado para que as mães pudessem ficar tranquilas quanto ao retorno presencial. "É uma satisfação ver que as mães estão seguras e isso nos deixa tranquila e com a certeza que tudo vai dar certo".

35 visualizações