top of page

Resultado final do processo seletivo da Educação sairá na sexta-feira





A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) vai publicar, na próxima sexta-feira (26), o resultado final do processo seletivo visando à contratação temporária de Professor II - 25 horas e Professor I 20 horas - edital Nº 10/2023. A divulgação será feita no Portal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) juntamente com a classificação dos candidatos por região educacional, após a etapa de análise de recursos. 


Cerca de 90 vagas estão sendo ofertadas para professor I (20h) - Ensino Fundamental Anos Finais e Educação de Jovens e Adultos (EJA); e para professor II (25h) – Educação Infantil e Ensino Fundamental Anos Iniciais e EJA. 


“O processo seletivo é necessário como forma de suprir a carência temporária desses profissionais, decorrente de afastamentos, reduções de carga horária, readaptações, licenças maternidade ou licenças por necessidade de saúde dos servidores”, informou o secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres. 


A contratação é válida por 12 meses, podendo ser prorrogada por igual período. O salário do professor I é de R$2.224,63 e do professor II, R$2.500,62. “As vagas são para professores de arte, ciências da natureza, educação física, língua portuguesa, geografia, ensino religioso, história, língua inglesa e matemática”, adiantou Marcelo. 


De acordo com a diretora pedagógica da Seduct, Tânia Alberto, em relação ao processo seletivo de 2022, foram feitas 12 convocações e todas as vagas obrigatórias foram atendidas, inclusive além do previsto inicialmente pelo edital. 


“Fizemos a 12a convocação em 10 de janeiro, primeiro em razão da ampliação da oferta de vagas para a educação infantil prevista para 2024, gerando maior demanda de professores. E como a convocação dos aprovados do novo processo seletivo de 2023 será feita no final de janeiro, conforme cronograma do edital, eles deverão ainda fazer os exames médicos admissionais e passar por todos os trâmites administrativos até a posse, exigindo mais tempo. Outro motivo é que dezenas de professores rescindiram contrato no ano passado e outras dezenas terão seus contratos rescindidos em fevereiro/2024 e março/2024”, explicou Tânia.




231 visualizações
bottom of page