top of page

Retrospectiva da Educação: PAE garante avanços no ensino municipal






O Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), implantado pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) em 2021, vem garantindo avanços efetivos nas escolas e creches públicas de Campos. Ele tem metas quantitativas e qualitativas para serem cumpridas até o final de 2024, e muitas delas já estão em execução, mudando a realidade da rede municipal de ensino.


No que tange à recuperação da aprendizagem, houve contratação de professores, mediadores e cuidadores eliminando as carências desses profissionais; ações de saúde nas unidades, com o Programa Saúde na Escola (PSE) que realizou mais de 23 mil serviços em 137 escolas no ano passado; adesão ao Programa Federal Tempo de Aprender e ao Compromisso Nacional Criança Alfabetizada; e implantação do Plano de Recuperação de Aprendizagem com foco na alfabetização e letramento.



“Também implantamos o Projeto Estação Educação com produção de conteúdo audiovisual pelos próprios professores da rede; implantamos a Escola de Formação dos Educadores Municipais (Efem), que promoveu cerca de 60 cursos presenciais e on-line somente este ano e, desde o ano passado, realizou mais de 6 mil inscrições; adquirimos mais de um milhão de itens de material escolar, e muitas outras ações”, disse Marcelo.





A Secretaria também recuperou o projeto da Biblioteca volante Goiabada com Chuvisco, caminhão Viajando na Ciência, implantou a Caravana da Educação e o projeto Cinema Itinerante.





Um passo muito importante foi a implantação da Plataforma Eduten, que oferece o ensino da matemática gameficada e está ajudando os estudantes a darem um salto no processo de aprendizagem. O Eduten é um caderno digital de matemática gameficada, usado mundialmente e com alto grau de sucesso, criado na Finlândia por profissionais de educação e que tem feito sucesso em todo o mundo. A ferramenta é utilizada como recurso pedagógico para o desenvolvimento das habilidades matemáticas.




O programa Mind Lab é outro destaque e vem colaborando com a Seduct desde o início de 2023, por meio do Programa Mente Inovadora. Cerca de 400 professores e mais de 8.800 alunos de 21 escolas da rede municipal de ensino estão sendo contemplados. O trabalho é focado em competências cognitivas, emocionais, éticas e sociais usando ferramentas de metacognição que respaldam o aluno na construção ou reconstrução de seus mecanismos de raciocínio e regulação de suas emoções.



Valorização profissional


Na área da valorização dos servidores públicos, uma das principais demandas da categoria era a aplicação do Plano de Cargos e Salários, o que já vem sendo atendido pelo governo municipal. Depois de 8 anos de espera, os servidores municipais passaram a receber as “letrinhas” que se encontravam atrasadas e que indicam o tempo de serviço (progressão horizontal), gerando um aumento médio de 6% para todo o funcionalismo público municipal da ativa.




Desde 2021, a Prefeitura colocou os salários em dia, promoveu a equiparação salarial de cerca de 5 mil professores da rede municipal de ensino ao piso nacional, e voltou a pagar o adicional de 3% referentes a 120 horas de atualização pedagógica para os professores e pedagogos da rede municipal de ensino, entre outras medidas.


Em relação à promoção vertical (titulação), o governo municipal vem realizando todos os trâmites para iniciar o pagamento aos servidores, e já publicou o resultado final dos requerimentos de progressão funcional no Diário Oficial. Havia cerca de mil processos parados desde 2016, referentes às demandas dos professores quanto à progressão e promoção. “O objetivo para o próximo ano é alcançarmos o piso nacional novamente”, informou o secretário de Educação, Marcelo Feres.


Dignidade Menstrual




A Seduct implantou o Projeto Dignidade Menstrual, para oferta de absorventes às alunas da rede municipal, em parceria com a Unidade Prisional Feminina Nilza da Silva Santos, ligada à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP/RJ). Os absorventes são produzidos por apenadas do Presídio que utilizam uma máquina profissional adquirida pela Prefeitura de Campos. A fábrica funciona dentro da própria unidade prisional e é a primeira em todo o Estado do Rio de Janeiro funcionando em um presídio. A expectativa é produzir cerca de 70 mil absorventes/mês, beneficiando aproximadamente 10 mil alunas.


Atualização pedagógica





Dentre as mudanças pedagógicas executadas está a atualização da matriz da educação infantil para 2024; implantação da Modalidade de Educação do Campo e Educação Escolar Quilombola no Ensino Infantil para este ano; criação da Escola de Aprendizagem Inclusiva; mudança na matriz curricular de 23h para 30h dos alunos do 6º ao 9º ano; produção de conteúdos digitais pela própria rede por meio do Projeto Estação Educação; e inserção de novas competências a serem desenvolvidas com os alunos por meio de disciplinas inovadoras, tais como projetos integradores, projetos de vida, projetos de computação e projeto integrador; entre outros.


Estrutura




Cerca de R$ 40 milhões de reais estão sendo investidos em obras e manutenções e, com isso, mais de 50 unidades escolares já passaram ou estão passando por intervenções. Mas não é apenas isso. Foram adquiridos cerca de 20 mil novos itens de mobiliário para as unidades como fogões, geladeiras, mesas, cadeiras, carteiras, colchões, berços, playgrounds e parquinhos, computadores, 2.750 novos ventiladores e cerca de 800 aparelhos de ar condicionado, entre outros.


Em paralelo, a Prefeitura está partindo para a expansão na Rede e vamos dar início à ampliação de 27 unidades, aumentando a capacidade de atendimento, todas no modelo de construção modular. Fora as que estão em licitação no modelo tradicional, com tijolo e cimento. Iremos, ainda, construir mais 5 novas unidades, também por meio de construção modular.


Educação e inclusão digital





A Secretaria não está apenas ofertando mais tecnologia, mas implantou um projeto amplo, que visa garantir educação e inclusão digital: o Tô Lig@do! Por meio dele, ofertou cerca de 8 mil tablets para os alunos e cerca de 3 mil chromebooks para os profissionais, além de desktops para as unidades.



“Implantamos, ainda, o Lab Mais, por meio do qual adquirimos 166 Kits de robótica, 120 kits de laboratórios de Matemática e Ciências, 211 conjuntos de Laboratórios Brincar e Aprender, contendo recursos educacionais lúdicos. Promovemos anualmente a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, estimulando a pesquisa e a ciência, além do contato com universidades e empresas”, disse.



Outro destaque são as bolsas de apoio à ciência e tecnologia. “Investimos cerca de R$ 2 milhões e seiscentos mil reais em programas de bolsas que visam fomentar a Ciência e Tecnologia no município, como o Mais Ciência, Mais Ciência na Escola, Startup Campos e Economia Criativa. Cerca de R$ 1 milhão no ano passado e R$1 milhão e seiscentos mil este ano”, destacou o secretário.



A Secretaria também implantou o Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP) Módulo Ensino, informatizando a rede; distribuiu mais de 30 mil maletas do Projeto Biblioteca em Casa; regularizou, reformou e ampliou o serviço de transporte escolar; adquiriu veículos adaptados para cerca de 100 alunos cadeirantes; e implantou o Programa Municipal de Transporte Universitário 2023, para cerca de mil estudantes de universidades públicas e privadas, além de alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).





“A Política Municipal de Atendimento para Educação Especial Inclusiva em Campos foi alavancada com a criação de uma lei, implantação da Escola de Aprendizagem Inclusiva, oferta de capacitações, contratação de mediadores, cuidadores e intérpretes de libras, e muitas outras medidas que vamos continuar executando neste novo ano, com apoio dos profissionais da Educação”, relatou Marcelo.




58 visualizações
bottom of page