Reunião técnica para escolha dos livros didáticos dos próximos quatro anos



A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) promoveu, nesta quinta-feira (18), no Teatro Municipal Trianon, uma reunião técnica do Programa Nacional do Livro e Material Didático (PNLD/MEC). O objetivo foi discutir a escolha das obras que serão utilizadas nos próximos quatro anos (2023 a 2026) na Educação Fundamental anos iniciais (1º ao 5º ano). Os professores terão a oportunidade de escolher, democraticamente, os livros didáticos a serem usados com seus alunos.


O encontro desta quinta serviu para apresentar as instruções aos professores, pedagogos, diretores e professores de suporte pedagógico (PSPs) a respeito do processo de escolha. A abertura contou com apresentação de poemas feitos pelos alunos que participaram do Projeto Ministério Público do Trabalho na Escola; e apresentação musical com Lilian Neto no vocal e a Banda da SEDUCT.





“A prioridade de tudo o que fazemos é sempre o estudante. Todas as ações: reformas, manutenções, novo mobiliário, alimentação escolar, novos projetos com pagamento de bolsas, implantação de centenas de laboratórios de matemática, ciências, robótica, brincar e aprender, enfim, tudo isso não tem um fim em si mesmo. São mecanismos que eliminam as barreiras para que a aprendizagem possa acontecer. Estamos indo às unidades, ouvindo os servidores para construirmos juntos a nova educação que sonhamos. E estou visitando outras redes - em outras cidades e estados - para conhecer as boas práticas e implantar aqui o que está dando certo no país”, afirmou o secretário de Educação, Marcelo Feres.


Para o secretário, a possibilidade de fazer a escolha técnica e responsável desse material escolar serve para alavancar a Educação. “Hoje, temos tido muito mais esperança, diante de tudo que estamos implantando. As crianças, agora, estão tomando um ritmo melhor de aprendizagem. Não adianta discutir a questão do material didático se não conseguirmos fazer uma adaptação nesse processo. Os alunos não podem ser responsabilizados pela pandemia. Resgatar é a palavra! As perdas da pandemia foram imensas em diversas áreas, principalmente na educacional. Por isso, desejo que vocês façam uma excelente análise técnica e tenham sempre como prioridade o estudante. O caminho existe, mas ele precisa ser percorrido. Vamos virar essa história”, completou.





A coordenadora municipal do PNLD, Ana Raquel Pourbaix, explicou que o Sistema do Ministério da Educação (MEC) - do PDDE Interativo/Simec - será aberto em setembro para que a seleção seja feita oficialmente. “Durante o período de escolha, é vetado pelo MEC o atendimento às editoras por parte das escolas. Quando o sistema for aberto, as escolas vão receber uma notificação e não devem deixar para os últimos dias. Em caso de dúvidas, os profissionais devem procurar nosso plantão presencial às segundas e terças, das 9h às 11h ou das 14h às 16h, na Seduct”, disse Ana Raquel.





A coordenadora do Ensino Fundamental Anos Iniciais, Verônica Gomes, informou que cada área do conhecimento - Língua Portuguesa, Matemática, Arte, Geografia, História e Ciências Naturais - vai apresentar suas sugestões após todo o processo de análise técnica. Os temas universais também serão trabalhados por meio do Projeto Integrador (sustentabilidade, africanidades, saúde, educação física e livro digital para apoio do professor).


“Os diretores da rede municipal sempre foram muito engajados, mas nunca vi tanto engajamento e esforço para apresentar soluções como agora. Eles realmente nos procuram com propostas pertinentes para ajudar a transformar o ensino público. Não queremos fazer qualquer coisa para dizer que estamos fazendo. Queremos mudar o rumo da educação, queremos um ensino de qualidade e temos recebido todo apoio do secretário Marcelo”, ressaltou Verônica.

76 visualizações