top of page

Ronda Escolar abre Março Laranja com palestra em escola da Baixada Campista



O Grupamento Ronda Escolar (GRE), da Guarda Civil Municipal (GCM), abriu, nesta terça-feira (12), a programação do Março Laranja com a palestra “Bullying não é brincadeira!”, na Escola Municipal Amaro Antônio da Silva, em Ponto de Coqueiro, na Baixada Campista. As palestras, voltadas para alunos do 3º ao 5º ano, continuarão a ser oferecidas em escolas públicas municipais no decorrer do mês de março e por meio de solicitações por ofício no decorrer do ano letivo, através do e-mail gcm@campos.rj.gov.br.


“Foi usada uma metodologia lúdica e dinâmicas que proporcionaram uma vivência do quanto é prejudicial e ruim essa atitude violenta, tanto para vítima como para o agressor e suas consequências”, explica a palestrante do Ronda Escolar, Flávia Chagas. 


Na próxima sexta-feira (15), serão ministradas palestras nas escolas municipais Marechal Arthur da Costa e Silva, no Calabouço, às 9h, e Professora Wilmar Cava Barros, no Jóquei, às 14h. A campanha Março Laranja visa a conscientização sobre a importância do combate ao bullying na escola. A Lei 14.811, criada este ano, acrescentou o artigo 146-A ao Código Penal, tipificando a prática do crime de bullying como ação individual, ou em grupo, de intimidar, sistematicamente, mediante violência física ou psicológica, uma ou mais pessoas, de modo intencional e repetitivo, sem motivação evidente, por meio de atos de intimidação, humilhação ou diferentes tipos de ações.


A proposta é conscientizar e alertar os alunos sobre as consequências da prática do bullying. A lei torna mais rígidas as penas para crimes cometidos contra crianças e adolescentes. Dentre as condutas, as práticas de bullying e cyberbullying passam a constar no Código Penal, que agora prevê pena de multa e reclusão para os praticantes. O uso repetitivo de expressões como esquisito, gordo, magrelo, nerd, entre outros, por exemplo, é considerado crime. A lei prevê multa para os autores de bullying, e reclusão de dois a quatro anos, além de multa, para quem cometer o mesmo crime em ambientes virtuais (cyberbullying).


O GRE, através da campanha Março Laranja, visa conscientizar alunos, professores e toda a comunidade escolar através de palestras e ações que trazem informações preventivas que agregam valores. “Uma das principais atitudes de todos é a identificação do bullying, o momento exato em que uma simples brincadeira passa a ferir, machucar e ofender a outra pessoa, assim, se tornando uma prática ilegal. As equipes estão preparadas para contribuir e auxiliar a todos dentro da escola”, informa a coordenadora do Ronda Escolar, Magna Ramos.


Por Liliane Barreto

Foto: GCM

31 visualizações

Comments


bottom of page