Sétima sala do Projeto Estação Educação será em Escola de Travessão




A Escola Municipal Albertina Azeredo Venâncio, em Travessão, será a próxima unidade a receber a sétima sala-estúdio do Projeto Estação Educação (PEE). A data será confirmada em alguns dias pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia. O novo polo contemplará não apenas o distrito, mas dezenas de unidades escolares nos bairros e localidades próximas. Nesta quarta-feira (14), profissionais que atuam no programa participaram de mais uma capacitação na sede da Secretaria com os coordenadores do PEE.


O objetivo foi avaliar as ações executadas neste ano, adequar os conteúdos gravados e readequar os roteiros norteados pelas habilidades dos cadernos do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE). “Também foi uma oportunidade de falarmos do futuro, dos conteúdos que ainda serão gravados, de ouvir cada professor do projeto, como está sendo a experiência até o momento. Enfim, já temos 35 professores atuando no Estação Educação”, informou Neidimar Abreu, coordenadora de Projetos da Seduct.


As outras seis salas funcionam na sede da Secretaria; Creche Escola João Perdecene Neto, Lapa; Escola Municipal Getúlio Vargas, Tocos; E.M. Maria Lúcia, no Parque Turfe Clube; Ciep Wilson Batista, em Guarus; e Amaro Prata Tavares, no Centro. Uma das professoras que participaram do encontro desta quarta-feira foi Mariana Ferreira de Oliveira Azevedo, da Escola Maria Lúcia, com 15 anos de atuação na rede municipal de ensino.




“Estamos recebendo todas as orientações, apoio e assistência da Seduct. Participar do Projeto Estação Educação é um desafio para todos nós. Somos professores de sala de aula e agora estamos espalhando conhecimento para além da sala de aula. É uma experiência gratificante. Acredito no projeto, pois auxiliará o aluno de várias formas. Ele poderá acompanhar o conteúdo que tenha perdido em sala de aula ou o conteúdo que tenha dificuldade, verá novas abordagens sobre os assuntos aplicados e também poderá acessar a hora que quiser. Assim, o aluno tem outras possibilidades para compreender os conteúdos”, comentou Mariana.


A inserção de Linguagem de Sinais - Libras - nos vídeos produzidos pelo PEE começou neste mês de setembro. O projeto visa à gravação e edição de vídeos educacionais produzidos pelos departamentos, escolas e coordenações da Seduct. O gerente de mídias da Secretaria, Wellington Rangel, explicou que, ao todo, serão 13 salas-estúdios preparadas com 26 câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, nas unidades escolares selecionadas. “As salas-estúdios funcionam em 2 turnos, manhã e tarde, com a presença de técnicos em cada uma Já são mais de 64 vídeos editados, prontos para irem para o portal PAE, aguardando apenas a implantação de linguagem de sinais e legendas”, informou.




101 visualizações