Sala-estúdio do Estação Educação é referência para o Colégio Salesiano


O diretor pedagógico do Colégio Salesiano de Campos, Arthur Chrispino, visitou a sala-estúdio do projeto Estação Educação, na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). A visita foi acompanhada pelo secretário da pasta, Marcelo Feres, e o diretor de mídias digitais, Welliton Rangel, na quarta-feira (22). O objetivo foi conhecer o espaço para montar algo semelhante na unidade particular de ensino. Logo em seguida, Arthur foi conhecer a estrutura da sala-estúdio montada na Creche Escola João Perdecene Neto, na Lapa, a primeira unidade escolar, fora da sede, a receber o equipamento. Durante a visita, Arthur conheceu os equipamentos e como é feita a pós-produção dos programas gravados pelos professores da rede. “Estou muito impressionado. Poucas prefeituras têm se atentado para essa realidade da tecnologia e dessa nova forma de se comunicar. Apenas a Prefeitura do Rio de Janeiro tem um projeto semelhante a esse. Estamos buscando inspiração para aperfeiçoar nossas instalações, pois firmamos um projeto de intercâmbio com Portugal e, dessa forma, temos que estar ainda mais capacitados para trabalhar com as inovações tecnológicas”, explicou Arthur. Marcelo Feres ressaltou a importância do projeto Estação Educação junto ao ensino-aprendizagem nas escolas do município. “É um projeto de apoio à aprendizagem, um suporte a mais que oferecemos aos educadores da nossa rede. Foi uma necessidade que surgiu na pandemia e que sabíamos que, certamente, iria permanecer. Somos, hoje, uma Secretaria de Educação mas também de tecnologia, então, temos que estar sempre atentos às inovações e absorver da melhor forma possível”, disse o secretário. Marcelo disse, ainda, que a próxima escola a receber a sala-estúdio vai ser o Ciep Wilson Batista. Batizada de “Sala-Estúdio Clarice Lispector”, o local vai ser inaugurado dia 28 de junho, às 11h. Mais duas salas-estúdios estão em fase de implantação e serão inauguradas em breve. As próximas unidades a serem contempladas são: Escola Municipal Albertina Azeredo Venâncio, em Travessão, e Escola Municipal Amaro Prata Tavares, Centro. De acordo com Welliton Rangel, o projeto Estação Educação já entregou quatro salas-estúdio: na escola Getúlio Vargas, em Tocos; Escola Municipal Maria Lúcia, no Parque Turfe Clube; Creche João Perdecene Neto, Lapa; e na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). O projeto visa à gravação e edição de vídeos educacionais produzidos pelos departamentos, escolas e coordenações da Secretaria. Ele explicou que o projeto envolve a gravação de vídeo aulas dos diversos componentes curriculares da Educação Infantil, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais e EJA. “O objetivo é criar um acervo de materiais didático-digitais interativos e dinâmicos, com abordagens metodológicas dialogadas, contextualizadas e problematizadoras, que sirvam como instrumentos potencializadores das aprendizagens sistematizadas e formalizadas nas escolas e para além delas, estando ao alcance de toda comunidade educativa e de todos aqueles que desejarem”, disse. No total, o Estação Educação vai contar com 13 salas-estúdio preparadas com 24 câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, nas unidades escolares selecionadas, para que os professores apresentem conteúdos previstos para cada semana de aula, por meio de “estações”, separadas por níveis educacionais.

8 visualizações