Secretária nacional lança projeto federal Família na Escola em Campos

"Campos é exemplo para todo Brasil. A iniciativa de vocês é muito importante para nós e para o país", disse Angela Gandra


Imagem Ilustrativa: Reprodução Seduct


A secretária nacional da Família, Angela Vidal Gandra, ligada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, e o secretário Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Marcelo Feres, lançaram o projeto-piloto Família na Escola na rede municipal de ensino de Campos, nesta quarta-feira (11). Campos vai servir de referência para a implantação do projeto do governo federal em todo o país. O lançamento foi feito durante o Webinário Família na Escola, promovido pelo Programa Saúde na Escola (PSE), com participação de Ângela, transmitido pelo canal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) da Seduct no Youtube (AQUI).

O evento virtual também teve participação da coordenadora Geral de Apoio à Formação e Desenvolvimento da Família – ligada à Secretaria Nacional da Família - Kamila Monoeli Carrilho, especialista em Matrimônio e Educação Familiar; coordenadora do PSE, Cátia Mello; além dos responsáveis pelo projeto em Campos, a professora Thais Larissa Almeida e o pedagogo João Paulo de Oliveira Paula, ligados ao PSE.

"Só tenho que agradecer pelo trabalho que vocês de Campos estão fazendo, por meio do PSE, com uma gente muito comprometida. Esse projeto piloto nasce em Campos, mas desejamos que ele possa ser replicado. É impossível chegar a cada aluno e a cada família se não for pelos municípios. Nossas políticas públicas devem pensar na próxima geração e não na próxima eleição. Os pais são os primeiros protagonistas na educação dos filhos. Por isso, é importante convocarmos os pais para assumirem seu papel. Não podemos colocar esse dever/direito nas mãos do Estado. Sem a família na escola não há eficácia da educação. A melhor parceria para a educação é: família e escola juntas. Campos é exemplo para todo Brasil. A iniciativa de vocês é muito importante para nós e para o país. Vou passar o contato de vocês para outras secretarias/cidades, pois esse maravilhoso projeto é necessário em todo o país e vocês vão nos ajudar a replicar", afirmou a secretária nacional.

Para Feres, não é possível falar em educação de qualidade se não tiver participação efetiva da família, não apenas do ponto de vista pedagógico, mas também oferecendo suporte social e sendo exemplo para os filhos.

"A realização desse projeto integra o Programa de Aprendizagem Eficiente, pensado para os próximos quatro anos. É na família que o processo educacional tem início e deve continuar. Pensamos a educação em várias dimensões: a principal delas é a do estudante que deve receber atenção integral. É exatamente o que estamos fazendo. Na questão da alimentação, por exemplo, estamos distribuindo kits de alimentação para todos os alunos da rede, pois temos muitos alunos vivendo em extrema pobreza. Temos a questão da saúde também. Qualquer situação que gere desconforto impede a criança de se concentrar e aprender. Por isso, o trabalho do PSE - reconhecido como de excelência pelo próprio governo federal - é tão essencial. E agora avançamos para a vertente Família na Escola", disse Marcelo.

Ele acrescentou que a escola não é mero espaço para deixar os filhos, mas é espaço de transformação de toda a família. "A partir da educação precisamos chegar até os pais. É possível sonhar e construir essa realidade, construindo um modelo de relacionamento que inclui a participação dos pais em atividades esportivas, jogos e atividades lúdicas, por exemplo. O prefeito Wladimir Garotinho colocou como prioridade essa integração entre educação, esporte e saúde", explicou Marcelo.


Carrilho destacou os objetivos do projeto: promover a parceria entre a família e a escola, por meio de ações conjuntas de formação das habilidades parentais, de incentivo ao acompanhamento das atividades escolares dos filhos e de garantia dos direitos da criança, com foco no fortalecimento dos vínculos familiares e no desenvolvimento integral da criança. Serão contemplados profissionais de educação e famílias de crianças matriculadas na Educação Infantil e no Ensino Fundamental - Anos Iniciais.

"Não tenho dúvidas de que a equipe do PSE de Campos vai ajudar a divulgar esse importante projeto para todo o país. Vocês estão sendo os primeiros a implementá-lo. Outras ações virão em parceria. Essa é só a primeira. Não podemos perder a oportunidade de fazer a diferença na vida de tantas pessoas", comentou.

Cátia agradeceu o prestígio e o reconhecimento das representantes do governo federal. "Se não tivéssemos esse apoio do professor Marcelo e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, não seria possível voar. Não fazemos nada sozinhos. Nosso foco é sempre o aluno. Para isso, vamos desenvolver um trabalho integrado, ainda, com a Fundação Municipal de Esportes, Secretaria Municipal de Saúde, e diversos setores da Seduct", garantiu.

João Paulo e Thais falaram sobre o desenvolvimento do projeto em Campos, previsto para ter início nas próximas semanas, respeitando os decretos municipais de combate à Covid, as regras de vida e o Plano Municipal de Ensino Híbrido Seguro.


"As ações envolvidas no projeto acontecerão seguindo etapas de reconhecimento parental. Ou seja, qual lugar o responsável pela criança/adolescente ocupa no seio familiar; quem ele é enquanto pessoa humana; qual lugar a criança ocupa nesse seio familiar; como melhorar, estreitar as suas relações com a escola, e seu papel enquanto instituição na vida da criança; e quem são família e escola enquanto instituições legais", orientou Thais.

"Vamos oferecer oficinas pedagógicas; a Fundação de Esportes vai oferecer vagas nas modalidades esportivas; integração com outras ações do PSE; e além disso, vamos oferecer o Kit brincando em família - que vai conter brinquedos para que possam ser utilizados de modo a promover a interação com o núcleo familiar", detalhou.


Modalidades – Dentre as modalidades esportivas que a Fundação Municipal de Esportes vai disponibilizar estão: natação, vôlei de praia e de quadra, futebol de salão, capoeira, jiu-jitsu, basquete, judô, handball, balé, skate e patins.

Depoimentos:

Nicolle Nick: "Às vezes, cabe a escola papeis que não são dela. A pandemia colocou os pais em sua verdadeira função. A parceria escola mais família resulta em uma aprendizagem maravilhosa".


Jeanne Vitoria: "Melhor parceria para a Educação - família e escola juntas".


Carla Luciana Virgilio: "Eu sempre digo que a aprendizagem escolar da criança está diretamente ligada à participação familiar na escola".


Reportagem: Kamilla Uhl

0 visualização