Secretário de Educação em agenda na Receita Federal para oficializar parceria

O secretário participou de reunião com o superintendente da Receita Federal, Flávio José Coelho, para agradecer parceria firmada, que resultou na distribuição de cerca de 50 mil itens, materiais e equipamentos para Campos

Foto: Wellington Rangel


O secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, participou de reunião com o superintendente da Receita Federal do Brasil - 7ª Região Fiscal, Flávio José Passos Coelho, nesta quinta-feira (o9), na capital fluminense, visando oficializar e ampliar parceria firmada no mês passado. Ele estava acompanhado da subsecretária de Gestão Orçamentária e Finanças, Carla Patrão; coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE), Catia Mello; e diretor de Mídias Digitais, Welliton Rangel. A parceria firmada resultou na distribuição de cerca de 50 mil itens, materiais e equipamentos à rede municipal de ensino, que já começaram a ser doados.


“Essa é uma agenda para agradecermos e darmos início à prestação de contas daquilo que já vem sendo distribuído. Trago o abraço do Prefeito Wladimir Garotinho que acompanhou essa agenda muito de perto. Foi extremamente gratificante estabelecer essa parceria, recebemos produtos muito significativos, que vão impactar muito nas ações da Secretaria. Queremos pensar na continuidade dessa ação. Além disso, é nosso papel dar essa visibilidade ao que estamos executando”, destacou Marcelo.


Ele lembrou que o apoio culminou na criação do projeto Educação Solidária em Ação, da Secretaria, cujo objetivo é conscientizar para ações que promovam o ser humano, exercitar o altruísmo, despertar a solidariedade em prol de dignidade para aqueles que mais necessitam. O projeto teve início no Presídio Feminino Nilza da Silva Santos, na semana passada, ocasião em que o secretário doou às internas um projetor de imagem (fruto de parceria com a Receita Federal) e 20 kits escolares contendo livros didáticos e outros itens como lápis, caneta, hidrocor e borracha.

“Fizemos um banner de agradecimento com os créditos da Receita Federal. Com isso, onde fazemos as doações informamos e divulgamos a parceria, pois é nosso dever prestar contas. A doação para o presídio aconteceu junto à equipe da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e visa à alfabetização das mulheres privadas de liberdade, a fim de promover a ressocialização enquanto cumprem as penas determinadas pela Justiça. Outra frente de trabalho é a Educação do Campo. Temos um trabalho multiprofissional no Acampamento Cícero Guedes, em Cambaíba, área rural. Parte do material será doado a esses acampados para celebração do Natal. Ou seja, estamos utilizando os materiais doados não somente em sala de aula, mas também na área social. Essa parceria dá muito mais sentido às ações já desenvolvidas pela Prefeitura de Campos”, afirmou Marcelo.

Flávio José citou os benefícios da cooperação e disse que se trata de uma relação de ganho para todos os envolvidos. “Campos é um município muito importante e vocês fizeram um trabalho bastante diligente, de aproximação, criterioso, pesquisaram, apresentaram proposta. Estão de parabéns. O negócio principal da Receita Federal não é apreender e gerenciar mercadorias apreendidas, mas isso também faz parte das nossas atribuições. No entanto, o trabalho é imenso para destinar ou leiloar essas mercadorias, pois requer uma série de procedimentos, precisamos pagar armazenagem, manter pessoas tomando conta, é um controle rígido e isso tem um custo. O leilão nem sempre cobre os custos. Quando temos essa oportunidade de doar para a administração pública, o bem público é alcançado mais de uma vez, porque acontece de forma mais ágil e sem burocracia. Se a Prefeitura fosse adquirir por meio de processo licitatório, seria mais demorado por causa da burocracia e pagaria mais caro que o valor de mercado, como acontece normalmente em pregões. Em contrapartida, a gente também reduz os estoques e vocês recebem aquilo que é de interesse da sociedade campista, garantindo um melhor atendimento”, explicou.


Para Catia, a parceria mostra como a cooperação entre entes públicos auxilia as pessoas e instituições, “pois o trabalho que começa na apreensão de mercadorias, termina destinando-as a quem fará bom uso delas”, disse.


ITENS - Os produtos doados para a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia são originários de operações de interceptação de carregamentos de produtos tecnológicos e equivalem a uma quantia de mais de R$221 mil reais. São equipamentos como caixas acústicas, luminárias de led, calculadoras profissionais, projetores de imagem, ventiladores, lâmpadas de lede outros itens como colas bastão, canetas, hidrocor, giz de cera e filmadora, por exemplo.


Reportagem: Kamilla Uhl

7 visualizações