Secretário em Ação reúne 14 gestores da zona rural na Creche da Tapera

O secretário e sua equipe atenderam, de uma só vez, gestores das unidades de Caxeta, Ururaí, Serrinha, Ibitioca, Tapera, Sentinela do Imbé, entre outras localidades e distritos

Foto: Wellington Rangel


O gestor Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, está desenvolvendo o Projeto Secretário em Ação, cujo objetivo é criar maior aproximação da gestão com a comunidade escolar, diminuir a distância entre as unidades escolares e o gabinete do secretário, aumentar a resolutividade das demandas e desenvolver um modelo de gestão democrática. Nesta terça-feira (09), a ação aconteceu na zona rural da região Sul de Campos, reunindo gestores de 14 unidades escolares na Creche Escola João Siqueira dos Santos, na Tapera.

Participaram do encontro as diretoras das Escolas Municipais Manoel Ribeiro do Nascimento, Mário Barroso, João Borges Barreto, Pequeno Frederico, Barreto, Antônia Lopes, Leandro de Souza Gomes, Manoel Pereira Gonçalves, Alfredo Vieira Machado, Ambrósio de Souza, Professora Maria Ângela Moreira Pinto; e Creches Luiz Gonzaga da Silva e Silvina Manhães Terra, além da unidade João Siqueira dos Santos. São unidades localizadas na Tapera, Ururaí, Serrinha Ibitioca, Caxeta, Sentinela do Imbé e outras localidades de distritos.

Acompanharam o secretário a coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE), Catia Melo, e o gerente de Mídias Digitais, Welliton Rangel. Segundo Marcelo, o projeto contribui para que a rede trabalhe de modo articulado para consolidar o plano de governo da Prefeitura na área da Educação, e cumpra o planejamento estratégico estabelecido, que inclui a criação da Escola de Formação de Educadores Municipais (EFEM).

“Na próxima quinta-feira (11), o Projeto Secretário em Ação vai contemplar as unidades escolares da Região Norte do município: Santa Maria, Santo Eduardo e Espírito Santinho. Recentemente atendemos os gestores da Baixada Campista na Escola de Farol de São Tomé. Essa é uma proposta de ação mais articulada com a nossa rede, na qual podemos ouvir, escutar, debater, criar soluções, vencer os desafios. Estamos discutindo, juntos, as dificuldades para, posteriormente, podermos comemorar as conquistas juntos também. Não se pode ter improviso na Educação, pois ela é um processo dinâmico”, disse o secretário.

Há 10 anos na gestão da Creche Escola Municipal João Siqueira dos Santos, Kelly Soares agradeceu a oportunidade do diálogo. “Aqui na região somos muito unidos enquanto diretores. Esse elo, essa corrente vai ser difícil de quebrar, porque o nosso objetivo é um só: educação em primeiro lugar e que seja de qualidade. Antes de 2021, éramos muito carentes dessa atenção que Marcelo tem dado aos gestores”, comentou.

Gestora da Escola Municipal Manoel Pereira Gonçalves, em Sentinela do Imbé, Valéria Chagas, concordou: “Marcelo nos atende prontamente, atende as demandas que apresentamos. Não cria barreiras. Antigamente, as pessoas na Secretaria de Educação nem olhavam para gente”, disse.


Gleice Mara de Souza Santos, diretora da Creche Escola Municipal Luiz Gonzaga da Silva, em Ururaí, detalhou: “No início de dezembro do ano passado, recebi uma equipe para começar a obra na nossa escola, porém o contrato com a empresa venceu no final do mesmo mês. A obra foi dada como concluída, porém, o serviço foi muito mal feito. As telhas não foram pregadas. Na primeira chuva, molhou tudo. Eu mesma subi no telhado e verifiquei. Agora (na nova gestão), já fui chamada no Setor de Infraestrutura e informada de que nossa obra vai sair em breve”, disse.


Reportagem: Kamilla Uhl

18 visualizações