Secretário em Diálogo com Educadores da Escola de Farol



Após o sucesso do projeto Secretário em Ação, que vem dando voz aos gestores da rede municipal de ensino, o secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, implantou o projeto Diálogo com Educadores. Por meio dele, vai garantir maior participação dos professores e demais profissionais da educação no processo de ensino-aprendizagem. A primeira agenda aconteceu na Escola Municipal Farol de São Tomé. Nesta sexta (19), os dois projetos acontecerão no Ciep Clóvis Tavares, Parque Nova Brasília.

Marcelo também levou o Projeto Secretário em Ação à Escola Municipal Santa Terezinha, em Mussurepe, onde conversou com diretores da Baixada Campista. Pedagoga e Professora do 2⁰ ano - Ensino Fundamental, Mayara Merlin Bastos comentou que o encontro foi extrema relevância. “Ficamos muito felizes e gratos com a presença do secretário Marcelo Feres em nossa escola. Contribuiu muito para melhorarmos nossa atuação como profissionais da educação, buscando desenvolver o melhor trabalho para nossos alunos e estarmos juntos para fazermos o diferencial como educadores e família da Escola Municipal Farol de São Tomé”.

A vice-diretora Gerusa Barreto de Oliveira acrescentou: “Estamos confiantes depois de toda atenção, sensibilidade, disponibilidade e parceria que o nosso secretário nos deu. Nosso muito obrigado! Juntos conseguiremos desenvolver o melhor para nossa escola e comunidade Farol de São Tomé. Trabalho na escola há 19 anos e nunca tivemos um encontro, um momento desses, para que nós, profissionais da educação, pudéssemos expor todas as nossas angústias e necessidades de maneira clara e específica”, acrescentou.

Em pouco tempo, o secretário já realizou dezenas de reuniões virtuais e presenciais com os diretores, promovendo uma gestão baseada no diálogo, respeito e transparência. Em cada encontro, os servidores podem tirar dúvidas, apresentar sugestões e demandas. “Essa é a oportunidade que temos para discutir a educação com quem, efetivamente, faz a educação acontecer”, afirmou Marcelo.

Além desses dois projetos que aproximam a Seduct dos servidores, Marcelo criou, no ano passado, o Comitê Permanente de Planejamento e Gestão (CPPG). E este ano, ampliou sua representatividade, que tinha 14 membros e passou a contar com 36 gestores e outros integrantes. Eles ajudam a Seduct a pensar a educação, por meio de um processo de construção colaborativa.

“Trata-se de um espaço contínuo de participação ativa, com base no princípio democrático do processo decisório, visando à melhoria da qualidade do ensino. O CPPG é formado, ainda, pelos subsecretários de Educação e outros representantes da Secretaria. Os gestores representam cada região do município, que analisam documentos, ajudam a tomar decisões importantes e contribuem com o planejamento para toda a rede”, explicou o secretário.

18 visualizações