Secretaria de Administração percorre escolas do município e levanta demandas



Buscando estar próximo dos servidores públicos, a Secretaria de Administração e Recursos Humanos está há meses percorrendo as escolas da rede municipal, a fim de orientar e buscar possíveis pendências processuais do funcionalismo. Cerca de 50 das 234 escolas do município foram visitadas pela equipe da Secretaria.

A determinação do secretário de Administração e Recursos Humanos, Wainer Teixeira, é para que, com a demanda identificada, haja celeridade no atendimento, ao mesmo tempo, escutar as necessidades dos servidores e realizar as devidas orientações.

Entre as demandas estava a da servidora da Educação, Marli Santos da Silva. No próximo sábado (22) ela completa 75 anos e, por lei, precisa se aposentar de forma compulsória. Durante a visita à Escola Francisco Faria Barbosa, no parque Aldeia, a equipe da Administração diagnosticou que Marli não havia dado entrada na aposentadoria e, caso não fizesse, poderia ficar sem o pagamento, uma vez que o desligamento seria automático.

A professora, que atualmente está como vice-diretora eleita da escola em que trabalha há 35 anos - desde à fundação -, foi orientada a realizar a averbação, para que a pasta dê abertura ao processo de aposentadoria. Angustiada por não querer parar de trabalhar, a servidora conversou na manhã desta quarta-feira (19) com o secretário de Administração e Recursos Humanos, que a recebeu em seu gabinete.

“Eu não queria parar de trabalhar. Fui recebida pelo secretário Wainer e saio daqui com um sorriso no rosto, sem chorar. Estava agoniada, pois quero continuar meu ofício, estou bem e em condição de continuar. Eu amo o que faço, trabalho por amor. Estou saindo daqui aliviada em saber que tenho a possibilidade de continuar, já que sou vice-diretora eleita. Isso é reconhecimento do nosso trabalho e respeito com os mais velhos, pois apesar da idade, temos capacidade sim de continuar. Nesse tempo todo de servidora municipal, passei por muitos governos e esse está de parabéns pelo respeito e atenção que tem conosco”, relata Marli Silva.

10 visualizações