top of page

Secretaria doa livros em braile e brinquedos pedagógicos ao Educandário para Cegos





A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) doou, nesta quarta-feira (11) livros em braile e brinquedos pedagógicos para o Serviço de Assistência São José Operário - Educandário para Cegos. A entrega foi feita pela chefe de Gabinete da Secretaria, Mônica Maia, representando o secretário da pasta, Marcelo Feres, ao presidente da instituição, professor Raul Ferrarez Alves e à psicóloga e pedagoga, Marcele Cordeiro.


Para Raul, o conhecimento liberta. “Os livros nos abrem as portas para o mundo. Os cegos não querem ficar agarrados a benefícios sociais, queremos participar de concursos públicos, por exemplo, ou trabalhar em empresas privadas. Mas precisamos estar no mesmo nível de conhecimento das outras pessoas. Por isso essa doação é tão importante, pois os nossos livros já estavam desatualizados, principalmente de ciência e geografia. Precisamos acompanhar a evolução do conhecimento”, disse o presidente.


Ele afirmou que o material vai contribuir para o desenvolvimento dos assistidos. “A gente tem uma abertura muito grande com a Prefeitura de Campos nesta gestão. A primeira-dama Tassiana também é muito parceira e, sempre que precisamos, ela nos atende. Os jogos pedagógicos têm uma importância muito grande para percebermos a questão tática, as formas e nos ajudam a perceber como o universo pedagógico funciona. Eles contribuem para a vida da pessoa com deficiência visual de modo geral e favorecem nossa autonomia. Nossos assistidos agradecem à Secretaria de Educação”, afirmou Raul.



A chefe de gabinete lembrou que o Educandário é uma Associação Filantrópica que realiza o serviço para pessoas com deficiências (famílias e idosos), segundo a tipificação dos serviços socioassistenciais. E mantém convênios com o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), firmados com a Prefeitura e o Governo Federal.



“Os livros em braile e brinquedos pedagógicos serão essenciais e irão fortalecer o desenvolvimento educacional e a aprendizagem dos usuários, permitindo-lhes acessar o conteúdo de forma eficaz e participar plenamente das atividades educacionais, propostas pelo Educandário”, explicou Mônica.


A Associação visa proporcionar aos usuários autonomia que os levem à inclusão social e a melhoria na qualidade de vida, desenvolvendo um trabalho voltado à reabilitação, capacitação e inclusão da pessoa com deficiência visual (total e parcial) e de múltiplas deficiências, e promovendo o desenvolvimento de suas potencialidades com vistas à sua integração social.


63 visualizações

Comments


bottom of page