top of page

Seduct dialoga com Associação de Autores Campistas




A subsecretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Rita Abreu, se reuniu nesta quinta-feira com as escritoras campistas, Eleonora Sardinha Aguiar e Sylvia Paes, que são, respectivamente, presidente e ex-presidente da Associação de Autoras e Autores Campistas que reúne 18 escritores. O objetivo foi mostrar as obras que podem ser adquiridas pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) com possibilidade de serem utilizadas no projeto Biblioteca em Casa, por meio do qual os alunos levam livros para ler em suas residências.

"Agora, o próximo passo é criar uma comissão formada por escritores, representantes do Legislativo, de instituições culturais da cidade e de ensino que tenham cursos de Letras ou Pedagogia. A comissão vai ter a missão de analisar as obras e decidir o caminho pelo qual pode ser feita ou não a aquisição dos livros", explicou Rita.


Sylvia ressaltou a importância de incluir obras locais no ensino-aprendizagem dos alunos.

“A coleção que trouxemos para a análise de hoje é composta de 49 livros os quais estão divididos entre poesia, Literatura Infantil, romance, contos, inclusão, além da questão racial. Então, temos obras que se adequam a qualquer tema que for estudado em sala de aula. Também é válido ressaltar a importância de os estudantes saberem que os autores vivem na mesma cidade que eles e isso pode reforçar o desejo deles também escreverem”, comentou Sylvia.


“Alguns de nossos livros já foram temas de Dissertação e TCC de universidades como Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) e Instituto Federal Fluminense (IFF) e ainda obras que falam de tradições como o Jongo e a Mana-Chica, que devem ser mostradas às novas gerações”, finalizou Eleonora.




32 visualizações

Comments


bottom of page