Seduct inaugura sala-estúdio da Escola de Tocos nesta terça








A quarta sala-estúdio do projeto Estação Educação vai ser inaugurada nesta terça-feira, 31, na Escola Municipal Getúlio Vargas, em Tocos, às 10h, pelo secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres. A nova sala vai receber o nome da ex-professora da unidade Marlene Gomes Ribeiro (in memorian), cujas filhas também lecionam na unidade, e vai atender, de forma regionalizada, outras unidades escolares próximas, contemplando alunos, professores, pedagogos e gestores escolares que desejam gravar conteúdos pedagógicos. Na ocasião, também será reinaugurado o auditório da escola, que recebeu pintura e climatização.


Além disso, será implantado o Projeto Ministério Público do Trabalho na Escola, com a presença de Juliane Mombelli, procuradora do trabalho, coordenadora regional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho do Ministério Público do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro (MPT/RJ), e de Guadalupe Turos Couto, procuradora do trabalho, coordenadora regional de Erradicação do Trabalho Escravo e Enfrentamento do Tráfico de Pessoas (Conaete – MPT/RJ).


“A edição 2022 do projeto Ministério Público do Trabalho na Escola tem como objetivo conscientizar a respeito dos Direitos da Criança e do Adolescente, com ênfase nas temáticas relacionadas ao combate ao trabalho infantil; aprendizagem Profissional dos Adolescentes; segurança e Saúde nas Escolas e no Trabalho”, explicou o secretário Marcelo.


Segundo a coordenadora Pedagógica do projeto MPT na Escola, Ana Raquel Pourbaix, os temas serão abordados por meio de plano de ação pedagógica, envolvendo diferentes manifestação de linguagem: desenho, poema, música. Os trabalhos selecionados serão premiados pelo Mistério Público do Trabalho. “O projeto reforça a função social da escola em relação à formação integral do sujeito, abrangendo os aspectos cognitivo, emocional e social. Acreditamos que a Educação é o caminho para o acesso aos diretos essenciais humanos”, disse.


De acordo com a coordenadora do projeto Estação Educação, Neidimar Abreu, as aulas serão gravadas aulas de acordo com o conteúdo dos cadernos pedagógicos do portal Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) para que o professor possa fazer uso dessas aulas em sala de aula como proposta para potencializar a aprendizagem.


As aulas gravadas também servirão de material para recuperação da aprendizagem dos alunos que necessitam de reforço escolar. A primeira sala-estúdio foi inaugurada na sede da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct); a segunda, na Creche João Perdecene Neto, Lapa, em 27 de abril; e a terceira, na Escola Municipal Maria Lúcia, no Turfe Club, este mês.


Ao todo, serão 13 salas-estúdio preparadas com 24 câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, nas unidades escolares selecionadas, para que os professores apresentem conteúdos previstos para cada semana de aula, por meio de “estações”, separadas por níveis educacionais. Além disso, o professor poderá fazer uso de diferentes materiais para preparar as aulas e gravações dos diversos componentes curriculares, porém, o conteúdo didático-pedagógico que norteará o trabalho, será disponibilizado pela Seduct.


5 visualizações