Servidor da Educação em palestra na Semana Acadêmica de Pedagogia da Uenf

A Semana Acadêmica está celebrando o centenário de Paulo Freire, abordando obras consagradas do autor e relacionando com os desafios educacionais do tempo atual

Foto: Reprodução


O Servidor da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Victor Miranda, participou da Semana Acadêmica do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), que teve início segunda-feira (8). Ele é vice-diretor na Creche Escola Municipal Felismindo Marques Barreto, em Farol de São Thomé, além de palestrante do curso de formação continuada para gestores escolares da rede municipal de ensino. Victor palestrou sobre a Pedagogia da Autonomia, obra de Paulo Freire, dialogando sobre a prática na formação e, também, sobre sua experiência na gestão escolar.

“O encontro com os estudantes do curso de Pedagogia foi marcado pela relação entre a teoria, baseada na obra de Paulo Freire, e a minha prática no ambiente escolar, em especial, em relação à minha atuação na gestão. Também dialogamos sobre a importância da formação continuada como ferramenta de suporte e renovação das práticas de todos os servidores da educação. Os discentes do curso demonstraram bastante interesse em saber como é a rotina de uma unidade escolar e, entre outros temas, conversamos sobre a importância do recurso público do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola), o diálogo como mecanismo de democracia e a formação continuada como alicerce das práticas pedagógicas e administrativas”, afirmou Victor, que é mestrando em Cognição e Linguagem na Uenf.


A presidente da comissão organizadora do evento, Gabriela Taveira, falou sobre a participação do servidor municipal. “Ele contribuiu com suas experiências na área de gestão educacional por intermédio de paralelos da obra de Paulo Freire, “Pedagogia da Autonomia”, e análises críticas entre a teoria e vivência das singularidades campistas. A participação dele foi de suma importância, visto que ocasionou um novo olhar sobre a realidade do gestor, um olhar mais otimista frente às grandes demandas e desafios. As palestras são um momento de troca de experiências enriquecedoras, por abrir espaço para o diálogo e ao enfatizar a formação continuada de educadores e gestores para enfrentar os desafios diários das demandas contemporâneas de aprendizagem”, destacou.


O mediador da palestra e diretor de eventos do Centro Acadêmico de Pedagogia, Júlio César, explicou que a Semana Acadêmica está celebrando o centenário de Paulo Freire, abordando obras consagradas do autor e relacionando com os desafios educacionais do tempo atual.

“A palestra ocorreu de forma fluída, com abertura para diálogo e aprendizado. O tema abordado foi o livro “Pedagogia da Autonomia”. Victor Miranda nos trouxe experiências concretas sobre gestão escolar, abordou a importância da formação continuada e o ensino-pesquisa para o educador. Este, como um ser inacabado, deve sempre estar se reinventando de acordo com as diferentes realidades encontradas na educação infantil, o respeito à multiculturalidade, relatando a experiência na creche de Farol de São Thomé e os alunos oriundos de comunidades pesqueiras; as problemáticas que a pandemia de covid-19 trouxe para ensino, as formas de resistência. Ressalto também a importância de ouvir vozes campistas que atuam no campo da educação. Paulo Freire ressaltou a importância de se apropriar do ‘espírito do seu tempo’, trabalhando os temas fundamentais e reconhecendo as suas tarefas específicas e locais. Por isto é essencial escutar vozes da nossa cidade, que pensam a gestão e a educação a partir de Campos dos Goytacazes. Por fim, dialogar com o pensamento Freiriano em um momento histórico tão conturbado é se permitir a novas perspectivas e colocar em ação o verbo esperançar. Que a partir da práxis possamos caminhar em direção a uma educação popular, aberta e democrática," disse Júlio César.


Reportagem: Wesley Machado

10 visualizações