top of page

Simulado de Evacuação em Situações de Desastres contemplou Escola da Penha





Desde março deste ano, 24 unidades escolares da rede municipal de ensino participaram da Capacitação em Plano de Escape Escolar da Defesa Civil, em parceria com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). Como continuidade deste projeto, o órgão promoveu um Simulado de Evacuação em Situações de Emergências e Desastres na Escola Municipal José do Patrocínio, na Penha, na última terça-feira (14).


O Simulado visa promover orientações sobre áreas de escape nas escolas em casos de incêndio, alagamentos, violências, enchentes e outros sinistros, até a chegada dos Bombeiros ou Policiais.


O subsecretário da Defesa Civil, major BM Edison Pessanha, explicou que, antes da ação, as equipes se reúnem com os gestores escolares informando o protocolo pertinente. Segundo ele, a proposta é promover a capacitação e o simulado em todas as escolas da rede municipal.





“Deixamos sempre um material explicativo e informamos que quem deve dar a primeira resposta mediante os sinistros são os professores, até a chegada do bombeiro ou PM, de acordo com cada situação. Existe um protocolo diferente para cada sinistro, como vendaval, incêndio e violência. Simulamos um princípio de incêndio e fizemos a fumaça para a ação ficar mais próxima da realidade de uma eventualidade, para que eles saibam como se controlar e não se apavorarem. O risco maior nesses casos é não saber como conduzir aquela situação. Se os profissionais ficarem mais tranquilos poderão passar para os alunos mais confiança, evitando desespero, empurrões e atropelamentos”, destacou Major Edson.


O subtenente do Corpo de Bombeiros Militar e diretor de treinamento da Defesa Civil, Leônio Rocha, explicou que o órgão atua em cinco frentes de trabalho, e não apenas em enchentes: prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação.


“Nossa ação não se resume apenas na atuação em enchentes e alagamentos. Essa é uma das ações de resposta. A capacitação e o simulado representam ação de prevenção e preparação. Quando acontecer alguma eventualidade, a comunidade escolar vai estar preparada para enfrentar, enquanto alguém vai ligando e acionando o Bombeiro, por exemplo. Tudo acontece em parceria com o Programa Saúde na Escola (PSE), que ajuda na logística e seleção das escolas. A gente orienta às unidades escolares, pelo menos uma vez por mês, repetir esse treinamento que é bem simples, a fim de criar essa cultura no ambiente escolar, como acontece em outros países. A Defesa Civil está pronta para passar esse protocolo e criar essa rotina em Campos. Esperamos o engajamento de todos os profissionais e gestores, para que estejam preparados para evitar o pânico da melhor forma possível. Assim, saberão agir, tranquilizando a todos e sendo multiplicadores das informações para seus alunos”, informou Leônio.




A coordenadora Núcleo de Proteção da Defesa Civil, Scheila Leal, afirmou que a meta é trabalhar para tornar o ambiente ainda mais resiliente, mitigando os impactos causados em um desastre. “É importante que os profissionais conheçam todos os procedimentos de emergência, como as rotas de fuga, pontos de encontro e os procedimentos de liberação de acesso. As instruções têm o objetivo principal de promover a conscientização de cada um sobre suas atitudes e responsabilidades em caso de ocorrência de um sinistro durante a jornada escolar”, explicou.


A diretora da Escola José do Patrocínio, Bárbara Lemos, falou sobre a importância da simulação. “Ações como a que ocorreram na Escola Municipal José do Patrocínio, promovida pela Defesa Civil, cuja intenção é a prevenção contra possíveis casos que envolvam incêndio ou invasão na escola, são fundamentais para que a nossa comunidade escolar, de professores a alunos consigam sair de situações semelhantes com o mínimo de danos físicos. Sou uma incentivadora dessas ações”, comentou.


UNIDADES - Entre as escolas contempladas com a Capacitação estão EM Professora Sebastiana Machado da Silva, CIEP Arnaldo Rosa Viana, José do Patrocínio, Doutor Luiz Sobral, Prisco de Almeida, Amaro Prata Tavares, Frederico Paes Barbosa, Lídia Leitão de Albernaz, CIEP Custódio Siqueira, CIEP Clóvis Tavares, Francisco de Assis, Donana, CIEP Professora Carmem Sylvia Carneiro, Albertina Azeredo Venâncio, Francisco Portela, Gonçalo Francisco, Mário Barroso, Pequeno Jornaleiro, Lions I, Manoel Ribeiro do Nascimento, Ignácio Corrêa dos Santos, Ataíde Dias, Branca Peçanha Ferreira, Augusto Machado, Branca Peçanha, CEMSTIAC e Professora Wilmar Cava Barros.



Fotos: Scheila Leal


96 visualizações

Comentários


bottom of page