Workshop de saúde mental: qualidade de vida dos profissionais da Educação





“Parabéns pelo curso! Foi muito produtivo para mim!” Foi assim que Angélica Crespo da Silva Malaquias definiu o primeiro encontro do Workshop de Saúde Mental – "Quando quem ama SE CUIDA" – realizado nessa quinta-feira, dia 17, de forma on-line. O workshop está ajudando a garantir mais qualidade de vida aos profissionais da rede municipal de ensino. Os próximos encontros serão nos dias 24 e 31 de março. Inicialmente, foram fechadas duas turmas, mas após o dia 31 de março serão abertas inscrições para novos grupos.


O workshop é oferecido no turno da manhã: das 9h às 11h, ou no turno tarde: das 15h às 17h. No total, são três encontros. A psicopedagoga e psicóloga, Silvia Nascimento, conta que, nesse primeiro encontro, foi falado sobre Comunicação Eficaz e Empática, com a fonoaudióloga Isabela Brandt.


“Foi trabalhado a saúde mental com a vertente da questão da comunicação. O quanto a nossa forma de comunicar e de receber as informações, que nos vêm através de vários recursos, como por exemplo, as redes sociais, implicam na saúde e que estratégias podem ser utilizadas para conseguir manter a saúde em dia, na forma como se comunica ou recebe o que nos é comunicado”, explica Silvia. Os próximos módulos darão continuidade ao tema discutido no primeiro encontro.


Serão emitidos certificados de 6h de participação. Mas, para isso, será necessário 100% de presença nos três encontros, que terão duração de 2h e acontecem uma vez por semana, através do Meet. Márcia Wolino participou do encontro e parabenizou a equipe. “Parabéns pela fala de todos vocês. Tudo tem a ver com a nossa vida e tudo que foi falado veio ao encontro do meu cotidiano. Amei”. Quem também elogiou foi Evódia Monteiro. “Os cursos de vocês são muito importantes para mim.” Já Sílvia Manhães ressaltou que, “Minha grande dificuldade na comunicação é ter calma para ouvir”, concluiu.



Ano passado, mais de 600 profissionais participaram do workshop. Responsáveis pelo evento, as psicólogas e educadoras, Pâmella Nogueira e Sílvia Nascimento, ressaltam que a expectativa é que, este ano, seja possível alcançar um número maior de pessoas. “A gente espera que através desta ferramenta, os profissionais consigam buscar autocuidado e ampliar suas estratégias de saúde. Não é só o cumprimento de mais um projeto, mas sim uma proposta de mudança de hábitos e uma reestruturação de projetos de vida”, destacam as profissionais.



A coordenadora do Programa Saúde na Escola, Catia Mello, diz que a escola é um dos principais espaços de formação, de convívio e da construção de laços das crianças e dos adolescentes. “Ela precisa estar alinhada a esses desafios do mundo contemporâneo como, por exemplo, o zelo pela saúde mental dos seus alunos e profissionais. O objetivo do Programa Saúde na Escola (PSE), ao promover o workshop, é fortalecer e instrumentalizar o profissional no tema da saúde mental para que se potencializar suas ações e ajudar a impactar, de forma positiva, a saúde mental na rede onde atua", conclui. Também atuam no workshop e fazem parte da equipe do PSE, a Educadora Emocional e psicóloga Pâmella Nogueira e ainda a Nutricionista e Educadora Nutricional, Viviane Barreto.

14 visualizações