top of page

Escola de Aprendizagem Inclusiva comemora o Dia do Professor





Sorteio de brindes, café da manhã e música. Essas foram as principais atrações da confraternização para os educadores realizada nesta terça-feira (17) na Escola de Aprendizagem Inclusiva (EAI), que funciona na Cidade da Criança Zilda Arns. O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, participou da comemoração.


"É muito bom participar de eventos como esses porque mostram que juntos somos fortes. A Escola de Aprendizagem Inclusiva era um sonho que conseguimos realizar e eu sou muito grato pelo trabalho desenvolvido por todos vocês em prol de nossas crianças típicas e atípicas", disse Marcelo.


O espaço completou um ano no último dia 12 e conta atualmente com 11 professores. Entre eles está Helena Cristina Camilo Mialha, professora da Educação infantil e ainda da Educação Especial Inclusiva. Para ela, trabalhar com crianças atípicas representa um desafio e também ensinamentos.


Crianças típicas e atípicas representam desafios. A diferença é que as atípicas precisam de mais acolhimento e paciência para que consigam mostrar suas aptidões e os talentos aflorem. Nós, professores, precisamos proporcionar momentos significativos e oportunidade de vivenciar o que traz prazer a eles, alegria e quais caminhos podemos seguir para chegarmos à aprendizagem. E nesse caminho o lúdico é muito importante" explicou Helena.


Professora de música da EAI, Tamara Santos Barreto disse que na rotina do dia-a-dia ela aprende mais que ensina.


"A gente acha que está ensinando, mas nós que estamos aprendendo muito. É um processo desafiador e muito gratificante. A gente aprende todos os dias com eles porque estão sempre criando e inventando. Trabalhar com música trabalha a imaginação e nos leva ao sentindo real da educação, que é incluir", comentou Tamara.




A diretora da EAI, Eleonora Oliveira do Nascimento, ressalta que a escola trabalha com o apoio da musicalização, do braille, libras (onde as crianças aprendem desde os quatro anos de idade) e dos jogos.


"Decidi junto com a equipe fazer uma comemoração para os professores que os fizessem entender o quanto são valiosos. Um carinho a mais e aproveitamos esse cenário maravilhoso onde a escola está sediada. Fizemos um lindo café da manhã, música para tocar o coração e fizesse chegar até a alma de cada um deles o tamanho da nossa gratidão. Tivemos sorteios, emfim, foi uma manhã especial com a presença do nosso secretário de educação que não mediu esforços para vir nos dar uma palavra de incentivo", disse Eleonora.




Na EAI, as crianças são assistidas duas vezes por semana, por duas horas e os pais, ao esperarem por elas, passam por rodas de conversas onde são informados sobre os direitos de seus filhos, bate-papo sobre a suas realidades, saúde, qualidade de vida, temas pertinentes à vida no dia-a-dia. “São atendidas crianças de 2 a 12 anos, encaminhadas pelas escolas regulares", finalizou Eleonora.


74 visualizações
bottom of page