top of page

Gotta se apresenta em Bom Jesus do Itabapoana com peça escrita em 1926



 

No mês que completou 15 anos de existência, o Grupo Oficina de Texto Terra da Alegria (Gotta) fez uma apresentação teatral, nessa quinta-feira (25), no município de Bom Jesus do Itabapoana. A peça “Os Cavalos de Zebinho” foi escrita no século passado pelo Padre Mello, morador do município. De acordo com a coordenadora do grupo, Simone Jardim, o texto foi escrito em 1926, baseado em um fato real.


Ela conta que um morador da cidade, o senhor Euzébio, tinha uma carroça, mas estava muito velha. Foi aí que o Padre Mello resolveu escrever essa peça para ganhar recursos e comprar uma carroça nova. A peça está completando 161 anos de existência.


“É sempre muito bom receber e realizar um desafio, e esse espetáculo foi maravilhoso, pois, viajamos no tempo em que foi escrito o texto, com palavras diversificadas e diferentes da nossa rotina, onde mostra amor, empatia e a solidariedade com o outro. Esse foi o grande legado que o Padre Mello, ao escrever essa peça, quis deixar para seus fieis”, disse Simone.




Ester Anselmo, que fez o personagem de Senhor Zebinho, disse que adorou participar do evento. “Eu me diverti e aprendi muito com essa peça, pois foi um texto muito difícil, grande e com palavras muito diferentes do meu dia-a-dia. Mas estudamos bastante e, no final, foi lindo esse espetáculo”, falou Ester.


Quem também gostou foi Rebeca Gomes. “Dei muitas risadas estudando o texto da peça, pois fui o cavalo dourado, eu tive que ficar imitando a voz masculina dele, mas gostei muito de ter essa experiência”, explicou.



O Projeto Gotta vai realizar cerca de 80 apresentações durante todo o ano letivo, para comemorar o aniversário de 15 anos. Entre os espetáculos está uma encenação no Rio de Janeiro, no dia 25 de maio, no Salão do Livro.


O Gotta é formado por estudantes de escolas variadas e, atualmente, está com a sua sede no Instituto Profissional São José, dentro da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ), na Lapa. Os ensaios acontecem no contraturno da escola regular do aluno, de manhã, às 9h, e à tarde, às 14h, de segunda à quinta-feira.


O objetivo do grupo é levar a literatura de forma divertida e interessante para o maior número possível de crianças, adolescentes e até adultos, que em meio a tanta tecnologia perdem o hábito da leitura.

 


Por Mariane Pessanha – Fotos: Simone Jardim

87 visualizações

Comments


bottom of page