top of page

Iniciada aplicação da Prova Caed na rede municipal de ensino



A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) iniciou, na segunda-feira (12), a aplicação da Prova Caed na rede municipal de ensino, que prossegue até 26 de junho. Trata-se de uma avaliação interna aplicada por Campos, em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (Caed/UFJF), antes da Prova Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) que, por sua vez, será aplicada em outubro em todo país.


Escolas como Bartholomeu Lysandro, Senador Tarcísio Miranda, Pequeno Frederico, Ferroviário Jacy Barbeto e Professora Eunícia Ferreira da Silva foram algumas das contempladas nesta semana. A diretora desta última, Daniely Pelicioni Azeredo, comentou sobre o processo.



“Começamos hoje a aplicação da provinha do Caed, que é usada como um termômetro para sabermos como está a aprendizagem dos alunos e, após isso, podemos entender e estabelecer metas e os melhores métodos a serem utilizados visando melhor a aprendizagem dos nossos estudantes”, disse.


Segundo o secretário de Educação, Marcelo Feres, a prova Caed contempla alunos do 2° ao 9° ano de escolaridade, já a Saeb é destinada aos estudantes do 5° e do 9° anos. “Todos os professores, pedagogos e diretores têm acesso aos resultados não apenas da nota, mas do grau de desempenho que cada aluno teve em cada uma das questões classificadas em níveis diferentes de competências e habilidades, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e da matriz de competências e habilidades utilizadas na prova Saeb”, explicou Marcelo.


A diretora pedagógica da Secretaria, Tânia Alberto, explicou como funciona. “O Caed fornece o arquivo em pdf e nós fazemos a reprodução e distribuição das avaliações. Posteriormente, eles corrigem e nos dão as análises do desempenho dos alunos”, explicou Tânia.

Marcelo lembrou que o Caed é reconhecido pelo Ministério da Educação como órgão de excelência em avaliação diagnóstica. “Estamos trabalhando muito para dar as condições necessárias às escolas, aos professores e aos profissionais de modo geral, para que os alunos possam ter uma boa frequência escolar e fazer uma boa avaliação. É a partir disso que os profissionais podem reformular estratégias de trabalho em sua escola de acordo com as necessidades levantadas pelos alunos”, afirmou Marcelo.

Já o Saeb é realizado periodicamente pelo Inep desde os anos 1990 e tem por objetivos, no âmbito da Educação Básica: avaliar a qualidade, a equidade e a eficiência da educação praticada no país em seus diversos níveis governamentais; produzir indicadores educacionais para o Brasil, suas regiões e Unidades da Federação e, quando possível, para os municípios e as instituições escolares, tendo em vista a manutenção da comparabilidade dos dados, permitindo, assim, o incremento das séries históricas; subsidiar a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas públicas baseadas em evidências, com vistas ao desenvolvimento social e econômico do Brasil; e desenvolver competência técnica e científica na área de avaliação educacional, ativando o intercâmbio entre instituições educacionais de ensino e pesquisa.


A coordenadora do Ensino Fundamental Anos Finais da Secretaria, Ana Márcia Scot, esclareceu que, em abril deste ano, a Seduct realizou também simulados em 146 unidades da rede municipal de ensino, a fim de preparar melhor os alunos para as avaliações Caed e Saeb. “Das 146 unidades, 40 são do segundo segmento do Ensino Fundamental. Ao todo, 1.602 alunos do 9º ano e 5.022 alunos do 5º ano fizeram simulados de Língua Portuguesa e Matemática com 10 questões cada”, informou.




96 visualizações

Comentários


bottom of page