top of page

Jovens atípicos da Residência Inclusiva em dias de lazer na Cidade da Criança






Desde a inauguração da Cidade da Criança, no dia 12 de outubro do ano passado, moradores da Residência Inclusiva visitam semanalmente o parque temático. A Assessora Técnica da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Catia Mello, explicou que através dessas visitas, os jovens atípicos interagem com os colaboradores, dançam e brincam. De acordo com ela, é a inserção de uma atividade lúdica na rotina deles.


“A Cidade da Criança hoje é um Centro de Lazer, Educação e Convivência Inclusiva, e receber a visita desses jovens só tem proporcionado a todos nós momentos de profunda alegria, leveza e emoção, e esta convivência só nos enriquece cada vez mais como seres humanos. Sem dúvida alguma, é um momento de encantamento tanto para eles quanto para nós. A troca é mútua”, disse.


Coordenadora da Residência Inclusiva, Françoa Ciafrino, disse que após a inauguração da Cidade da Criança todos ficaram muito entusiasmados com os brinquedos e o colorido deles. Ela ressalta ainda que o grupo tinha muita curiosidade em utilizar o espaço. Com 11 assistidos, o acolhimento institucional administrado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social (SMDHS) é específico para jovens e adultos com idades entre 18 e 59 anos.


“A Cidade da Criança é o lugar preferido deles. As visitas fazem muito bem porque ficam muito felizes com as brincadeiras, o espaço cheio de brinquedos e o carinho que recebem de todos os funcionários. Se pudessem, iriam todos os dias, de tanto que gostam. Agradeço por todo amor e cuidado com os jovens da Residência Inclusiva”, ressalta Françoa.



68 visualizações

Comments


bottom of page