top of page

Projeto Navegando na Poesia cadastra novos alunos



“Eu queria uma escola que desde cedo usasse materiais concretos para que vocês pudessem ir formando corretamente os conceitos matemáticos, os conceitos de números, as operações… pedrinhas, fazendo vocês aprenderem brincando…” O sonho do poeta Carlos Drummond de Andrade de unir o prático e o lúdico na Educação, parece não estar tão distante assim. Pelo menos no que depender da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) e da equipe do projeto Navegando na Poesia que, está percorrendo 15 escolas do município entregando kits (saco mochila, lápis de escrever com borracha, uma caixa de lápis de cor, um caderno de capa dura e um copo) e cadastrando as crianças que desejam participar do projeto.


Esta semana eles estiveram nas escolas municipais Alcebíades Candiano, situada em Ponta da Lama; Augusto Machado Viana, na Codin; Lídia Leitão, Parque Cidade Luz e Marechal da Costa e Silva, no Parque Presidente Vargas. Para a diretora da Augusto Machado Viana, Ana Lúcia Ricardo Carvalho, a equipe levou encantamento para a escola. “Profissionais excelentes que fizeram a alegria dos nossos alunos. O Projeto tem como o objetivo motivar nossas crianças do 3º e 4º ano de escolaridade, para a leitura e escrita tornando assim o processo de ensino aprendizagem mais agradável. Como diretora, acho importantíssima a metodologia aplicada e apoiarei sempre aqui na escola pois temos como lema Educação Ilumina Vidas”, explica Ana Lúcia.



O projeto também foi aprovado pela professora Deise Andrade. “Projeto incrível. Equipe totalmente disposta, interativa. Deixando os alunos animados com a continuidade dele nos próximos encontros”, disse. Aluna do 4º ano do Ensino Fundamental, Rayssa Moreira Gomes, está ansiosa para começar a fazer parte do Navegando na Poesia. “Achei legal, e acho que vamos aprender muito. Parece ser bom e gostei muito”, conta Rayssa.


No dia 17 de março, 15 diretores e vice-diretores participaram de uma reunião de alinhamento para o ano letivo de 2023 do Navegando na Poesia, na Cidade da Criança Zilda Arns. De acordo com a coordenadora de projetos da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) Neidimar Abreu, o objetivo do encontro foi apresentar o projeto, os resultados obtidos ano passado e, dessa forma, buscar o cadastramento dos estudantes. “Iniciamos com essa reunião com todas as escolas selecionadas. Agora, essas unidades estão recebendo o material que será trabalhado com os alunos”, explica Neidimar.


O PROJETO

O objetivo do Navegando na Poesia é promover o acesso à leitura e à escrita por meio de atividades lúdicas e participativas nas escolas públicas, levando em consideração a cultura local e regional. O projeto atua em 43 escolas da rede pública municipal de 11 municípios da Bacia de Campos: São Francisco de Itabapoana; São João da Barra; Campos dos Goytacazes; Quissamã; Carapebus; Macaé; Rio das Ostras; Casimiro de Abreu; Cabo Frio; Arraial do Cabo e Armação dos Búzios. Coordenadora do Navegando na Poesia, Rachel Carvalho, explicou que a realização dos cadastros dos alunos, em Campos, vai acontecer até o dia 13.


“Esse início é muito importante para que possamos conhecer as escolas, os professores e criar um engajamento para planejar as atividades pedagógicas. No mês de abril vamos dar sequência ao cadastramento das crianças e entregas dos kits também iniciaremos as oficinas literárias com as crianças e os professores das escolas participantes”.


O Navegando na Poesia começou suas atividades em 2018 e trabalha o desenvolvimento da leitura e escrita, em especial a poesia, para estudantes dos 3º e 4º anos da rede pública municipal. Com sua equipe multidisciplinar, a proposta une diversos conceitos da literatura em uma atmosfera lúdica e já realizou mais de 1000 oficinas literárias para mais de 4000 crianças da rede pública de ensino.

134 visualizações

Comments


bottom of page